ULTIMAS POSTAGENS

Na natureza selvagem - Jon Krakauer

Hello Pockets!

Cumprindo o desafio do 
@amigosdaleituraoficial do mês de abril, cujo tema 3: “Um livro que fuja da sua zona de conforto”: escolhi Na Natureza Selvagem de Jon Krakauer.

Na Natureza Selvagem é um livro, baseado em fatos verídicos, conhecemos a ousada e fantástica aventura de Christopher Johnson McCandless, recém-formado na Universidade de Emory, doa todo o dinheiro que possui, pertencia a uma família americana abastada, abandona seu carro e pertences e some na estrada sem deixar notícias. Dois anos depois é encontrado morto dentro de um ônibus abandonado num lugar solitário e gelado do Alasca. Ele partiu para encontrar seu verdadeiro eu e presenciar a beleza da natureza, experimentando algo único em sua vida.
“É nas experiências, nas lembranças, na grande e triunfante alegria de viver na mais ampla plenitude que o verdadeiro sentido é encontrado.”
Chris McCandless ou Alexander Supertramp como gostava de ser chamado, encontra em sua jornada várias pessoas que vão fazer parte de sua história, e é justamente o relato delas que Jon Krakauer, nos apresenta, temos as perspectivas de cada uma delas que partilharam momentos inesquecíveis com Alex, durante sua vivência emocionante, perigosas, mas repleta de amor, felicidade, paz terminando tragicamente com seu falecimento.

Jon Krakauer fez o mesmo percurso de Chris em direção ao Alasca, apenas para entender o que ele almejava ao se arriscar em tão intrépida busca. É fascinante conhecer os relatos do quanto Crhris mudara as pessoas por sua simples presença. Como o exemplo de Jim Gallien que lhe entregou um par de botas, o casal hippie Jan e Bob que o enxergavam como um filho, Ron Franz (pseudônimo a seu pedido) que queria adotá-lo e Wayne Westerberg, que lhe deu um emprego. Essas pessoas se tornaram uma família para ele. Chris enviava cartas a cada um deles durante o seu percurso.

Em uma das enviadas à Wayne Westerberg ele descreve: “Decidi que vou levar essa vida durante algum tempo ainda. A liberdade e a beleza simples dela são boas demais para deixar passar”.

Em outra para Ron Franz em uma carta, ele diz: “A alegria está em tudo e em qualquer coisa que possamos experimentar”. Acreditem, ao final desta obra é impossível não parar e refletir, precisamos rever nossos conceitos sobre tudo: ser e pertencer, possuir e doar, enxergar a beleza nas coisas simples da vida, então a partir daí podemos mudar a percepção de mundo e sermos mais gratos.

Recomendo a leitura apesar do final doloroso já anunciada nas primeiras páginas, vale a pena demais, nos entrega reflexões profundas e inestimáveis. Indico que assistam ao filme também, uma vez que ambos se unem para complementar tudo o que foi proposto pela lição da curta vida de Christopher Johnson McCandless.
”Tanta gente vive em circunstâncias infelizes e, contudo, não toma a iniciativa de mudar sua situação porque está condicionada a uma vida de segurança, conformismo e conservadorismo, tudo isso que parece dar paz de espírito, mas na realidade nada é mais maléfico para o espírito aventureiro do homem que um futuro seguro."

Beijinhos e inté...






Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Cultura Pocket - desde 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Linezzer Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo