ULTIMAS POSTAGENS

LOVE, DEATH & ROBOTS - RESENHA SERIE


Oi pockets!!!
Hoje é aquele dia de passar por aqui e deixar uma  dica de serie para você assistir "Love Death + Robots".
Esta serie e uma antologia de animação que reúne 18 episódios lançada em Março de 2019 pela Netflix.

A série é produzida por Joshua Donen, David Fincher, Jennifer Miller e Tim Miller. 
Os episódios não são sequenciais e mesmo o estilo de animação é completamente diferente de um episodio para outro, até porque cada episodio foi animado por diferentes equipes de diferentes países,  porem o que me chamou a atenção foi a qualidade das animações.
A serie reúne criaturas aterrorizantes, surpresas bizarras humor acido com muitos temas sci-fi surrealistas.


Composta de historias curtas que variam de 10 a 20 minutos no máximo. A pesar de antologias não serem novidade, as historias conseguem prender o telespectador e o levar a varias reflexões sobre o universo que o cerca sempre abordando o amor, não necessariamente de uma forma romântica, a morte, que pode estar relacionada ao valor de uma vida, e os robôs como um elemento relacionado a tecnologia. Muitos dos episódios ficam abertos a interpretação o que estimula a participação de quem assiste.


Levei apenas dois dias para assistir a todos os episódios mas acredito que dê para maratonar em um (rsrsr)
Mas fica ligado o conteúdo e classificado para maiores de 18 anos pois possui bastante pitadas sexuais e violência.


Você já assistiu?
Gosta de animação e de sci-fi?
Me conta ai nós comentários, aproveita e deixa uma dica de serie para eu assistir também!!!!

Beijos...






RESENHA SR. DANIELS - BRITTAINY C. CHERRY


Oi, galera!!!

Uma leitura nova, com um pouco de pé atrás. E sobre esse livro, fiquei um pouco arisca com ele, pois é da mesma autora do livro O Ar que ele respira, e eu não gostei muito, embora foi uma boa leitura, esperava mais dele.
Quando escolhi o Sr. Daniels para ler pro desafio, não fui com muita sede ao pote, e ele me surpreendeu. 

Fonte: Skoob

Título: Sr. Daniels
Autora: Brittainy C. Cherry
Editora: Record
Ano: 2015
N. páginas: 322
Classificação: 5


Sinopse: Depois de perder a irmã gêmea para a leucemia, Ashlyn Jennings vê sua vida mudar completamente. Além de ter de aprender a conviver sem parte de si mesma, ela precisa se adaptar a uma nova rotina. Enviada pela mãe para a casa do pai, com quem mal conviveu até então, ela viaja de trem para Edgewood, Wisconsin, carregando poucos pertences, muitas lembranças e uma caixa misteriosa deixada pela irmã. Na estação de trem Ashlyn conhece o músico Daniel, um rapaz lindo e gentil, e a atração é imediata. Os dois compartilham não só o amor pela música e por William Shakespeare mas também a dor provocada por perdas irreparáveis. Ao sentir-se esperançosa quanto a sua nova vida, Ashlyn começa o ano letivo na escola onde o pai é diretor. E não consegue acreditar quando descobre, no primeiro dia de aula, que Daniel, o belo músico de olhos azuis com quem já está completamente envolvida, é o Sr. Daniels, seu professor de inglês. Desorientados, eles precisam manter seu amor em segredo, e são forçados a se ver como dois desconhecidos na escola. E, como se isso já não fosse difícil o bastante, eles ainda precisam tentar de todas as formas superar os antigos problemas e sobreviver a novos e inesperados conflitos.



Resenha: 

A história fala sobre Ashlyn Jennings,  de 19 anos que acaba de perder a irmã gêmea para o câncer, e Ashlyn sabe o que é isso, pois na infância passou pelo mesmo problema, porém se curou e mantem uma vida saudável. 
Ashlyn era a gêmea calada, que adorava ficar no seu mundo de fantasia descrita nos livros, e que tem o sonho de ser uma escritora. Mas Ashlyn ver seu mundo se perder com a morte da irmã, que era sua única amiga, e agora sua mãe não a quer em casa, e a manda morar com seu pai, o qual ela mantem um ressentimento de anos por ele, pois abandonou elas por outra mulher. 
Mas Gabby deixou várias cartas para Ashlyn, ao qual ela deve cumpri uma lista, para poder abrir as cartas, e isso é como se a irmã estivesse ao lado dela e dando forças para ela superar.
"As pessoas sempre dizem que, com o tempo, tudo vai ficando mais fácil quando se perde alguém. Diziam que, com o tempo, ia melhorar. Mas eu não conseguia entender como isso poderia acontecer. A cada dia, tufo só se tornava mais difícil. O mundo só ficava mais escuro. A dor apenas se aprofundava. p. 36"
Mas como ela, não pode fazer nada, vai de trem Edgewood, para ficar com o pai, e vai ser um surpresa, pois ela conhece Daniel, um henino-momem ( a mistura de menino e homem , que Ash, acha que ele é), mas de belos olhos azuis, e que ainda sabe citar Shakespeare de cor. A ligação entre eles é imediata, mas ao chegar no final da viagem se separam, mas Daniel a convida para ver a banda dele chamada Romeo's Quest, que inicia todos os capítulos do livro, com uma canção maravilhosa. 
"Gosto de como você mente,  Quando peço para ficar. Gosto de como flerta, Quando preciso me afastar." 
Daniel é uma jovem de 22 anos, que já passou por alguns traumas em sua vida, mas que tentar superar, através da sua banda e das suas aulas de inglês avançado que dar, o qual ama, pois adora literatura.
"Não importa o que aconteça, não importa quantas vezes você lide com ela, a morte não fica mais fácil. p. 49"
Ashlyn logo descobre que o pai, tem uma nova família, e ainda por cima tem dois enteados, e que terá que dividir o quarto com Hailey, que ainda chama Henry, pai de Ashlyn de pai e ainda e vai ter que conviver com Ryan irmão de Hailey. Ashlyn fica ainda mais ressentida do pai, por ver fotos dele com os enteados e nenhuma dele com ela e a irmã.  Mas Ashlyn vai descobri que a vida guarda grandes surpresas para ela, pois vai encontrar nos dois uma amizade inesperada, além de descobrir que cada um tem seus problemas para enfrentar, Hailey um namorado safado e Ryan sua orientação sexual, que esconde de todos. 
"Fingir ser feliz é quase como ser feliz, Até você lembrar que é apenas fingimento. Então você fica triste. Realmente triste. Porque usar uma máscara todos os dias da sua vida é a coisa mais difícil do mundo. E depois de um tempo, você tem um pouco de medo porque a máscara se torna você"
Ashlyn vai ao bar, escutar a banda de Daniel, e depois acabam por sair, o qual fortalece a ligação entre eles, e percebem que ambos é a "salvação do outro", mas a noite chega ao fim. E quando se inicia as aulas, qual a surpresas dos dois ao descobrir que Daniel, é Sr. Daniels, e vai ser o professor de Ashlyn. Ambos não sabem como agir, e acabam por tentar se afastarem, mas é um plano que não dar muito certo, pois a ligação entre eles é forte, e então começam um romance as escondidas, e que a cada dia mostrar a força do amor e de se viver cada dia, mesmo com a dor de ambos.
Os dois terão que enfrentar alguns obstáculos para ficarem juntos. Será que vão conseguir?


"Eu não disse que seria fácil. Só disse para ir em frente. Além do mais, as melhores coisas da vida não são fáceis. Elas são difíceis, são cruas e dolorosas. Isso torna a chegada ao destino final muito mais interessante. p. 65"
Esse livro, é simplesmente perfeito, é uma daquelas histórias, que te prende e só te faz largar o livro quando você acaba de ler, e depois ainda tem vontade de voltar e reler de novo.  A escritora fala de dores tão reais, de uma maneira sincera, pois a dor da perda é um trauma, e as pessoas superam de maneira diferente. Assim como cada um tenta enfrentar seus problemas da melhor maneira possível, como é o caso de Ryan ( um personagem maravilhoso, que merecia sua própria história). A história ainda mostra, que nem sempre tudo é como imaginamos, e que as vezes você dar a oportunidade da outra pessoa falar, vai descobrir coisas interessantes. 
Todos precisam ler esse livro, ele é cheio de reflexões interessantes, e com frases fortes, que te tocam.
"Coisas terríveis aconteceram na minha vida. E eu venho percebendo que se não dizemos o que precisamos dizer quando temos chance, acabamos nos arrependendo depois. Mesmo se estiver zangada, diga. Grite para o mundo, enquanto ainda tem uma chance. Porque uma vez que a vida passa, essa oportunidade não volta. E as palavras não ditas também se perdem para sempre".
Beijos, até mais!




DICA DE LEITURA - O TATUADOR DE AUSCHWITZ - HEARTHER MORRIS

Oi pockets!!!
Hoje eu resolvi trazer uma dica de leitura o livro "O tatuador de Auschwitz".
O livro conta a história de Lale Sokolov e Gita Fuhrmannova, dois judeus eslovacos, que se conhecem e se apaixonam eu um dos lugares mais terríveis da terra, Auschwitz, em um dos momentos mais vergonhosos da nossa história atual.
Além de uma história real permeada de sofrimento este livro vai além. Ele te mostra que da para sobreviver a mais um dia, que o amor pode te dar forças para continuar, continuar a seguir em frente. 
Eu me apaixonei pela história e pelo livro e se você está procurando uma boa história merecedora de 5 estrelas. Esta é pode ser ela.

E para despertar sua curiosidade desta vez só vou deixar os "quotes" 
.
"ARBEIT MACHT FREI" (O trabalho liberta)😣
.
"Cada homem reza para o que é importante para si. E ele decide que é assim que deve ser."
.

"- Você é tão forte na personalidade quanto no físico?
- Sou um sobrevivente."
.
"Enquanto estivermos vivos e saudáveis, tudo vai dar certo."
.
"Se você acordar pela manhã é um dia bom."
.

"Escolher viver é  um ato de rebeldia, uma forma de heroísmo."
.

"Como uma raça espalhada em múltiplos países pode ser considerada uma ameaça?"


Agora me conta aí se você já leu este livro maravilhoso, se gostou da historia, e se marcou alguma frase me fala qual!
Beijos!!!!






DESAFIO LITERÁRIO 2019 - ABRIL


Oi Pockets!!!
Como no dia 20 de março iniciou o outono resolvi deixar este post com uma cara bem de outono rsrsrs.
Hoje é aquele dia que a gente vem aqui no blog te desafiar e mostrar quais são as nossas propostas para o desafio de Abril. Escolhi este mês livros que com certeza você também vai se divertir muito se ler com a gente.
Então vamos conhecer os desafios e livros escolhidos.


01 - Livro título com uma só palavra: Passarinha - Kathryn Erskine
Escolhi este livro pois já queia a muito tempo ler ele e sempre adiva nem sei porque. Mas no dia 02 de Abril algumas amigas que tem filhos no espectro chamaram a atenção para a importância de conhecermos melhor esta síndrome. Neste livro da editora Valentina o leitor e convidado a conhecer a mente de uma criança portadora da Síndrome de Asperger. Todos que a leram falaram de como a história é tocante. Então agora é minha vez de me emocionar com a Caitlin.


02 - Um autor que você nunca leu: Mindhunter - John Douglas e Mark Olshaker
Este livro foi escolhido por votação no nosso grupo de leitura Coletiva. Ele deve ser um dos últimos que lerei este mês, mas como eu já assisti a serie de mesmo nome inspirada no livro teno uma ideia do que esperar. No livro encontraremos detalhes assustadores de alguns dos casos mais terríveis, fascinantes e desafiadores do FBI.
Você pode ler este com a gente, é só me mandar uma mensagem que te adicionaremos ao grupo. Começaremos esta Leitura no Dia 23 de Abril.
Me desejem sorte acho que neste vou precisar!!!


03 - Um E-book: Os quatro grandes  Agatha Christie
Este será minha primeira leitura do mês. Ele faz parte da leitura coletiva organizada por uma amiga que propôs ler toda a obra da autora ( se não me engano pelo ordem de lançamento). Eu estou adorando pois sempre me divirto com a Agatha e seu Poirot sou sempre enganada por eles também kkkk
Nesta historia Poirot estava se preparando para vir para o Brasil (olha só). Claro que vai ter muito mistérios, mortes a serem desvendadas. Vou me divertir.

TRB do Desafio de Abril 2019

Claro que a TBR não vai parar por ai! Mas estes foram escolhidos para atender ao desafio de abril.
E você gosta de desafios?
Já leu algum destes livros?
Me conta ai nos comentários quero saber tudo.
Se resolver tentar o desafio coloca  a #DesafioLiterario2019CP que eu quero curtir.

Beijos...









PERSUASÃO JANE AUSTEN - A HORA DO CHÁ



Oi pockets!
Hoje a nossa "Hora do chá" será na companhia de uma das maiores autoras da literatura inglesa, Jane Austen.
O livro em questão "Persuasão", que inicialmente recebeu o nome de "The Elliots" e depois sendo renomeado para o nome que o conhecemos foi publicado em 1818.
Este livro faz parte de uma série de leituras que realizamos para ler a obra completa da autora.
Apesar de não ser o livro mais badalado desta autora, ele está entre as melhores obras escrita pela autora  na minha humilde opinião.
Nossa trama se inicia em Kellynch Hall, com o Sir Walter Elliot um baronete decadente e extremamente vaidoso, pai de Elizabeth, Anne e Mary, que se encontra em sérios problemas financeiros.

"Vaidade era o início e o fim da personalidade de Sir Walter,  vaidade pela sua própria pessoa e posição."

"Temos de ser severas e firmes... Pois afinal de contas, quem contrai dívidas tem de pagá-las;"

Sem muita alternativa ele é persuadido a alugar a casa da família para o almirante Croft e sua esposa e se mudar com as filhas para Bath. Neste momento começamos a conhecer nossa heroína. Anne Elliot e uma pessoa extremamente sensata. Senda a filha do meio, e principalmente não é a favorita do pai, sua opinião tem pouco valor para ele e sua irmã mais velha Elizabeth. Porém a jovem e muito querida por Lady Russell, uma grande amiga de sua falecida mãe e que a tomou como pupila após o falecimento da mesma. Anne e dócil e submissa, sofrendo por estar sendo tirada de sua casa e se mudando para uma cidade a qual não tem nenhuma afinidade. Resolve passar um tempo com sua irmã Mary, filha caçula, casada com Charles Musgrove. Mas sua mudança esconde também o desejo de não se encontrar mais com o irmão da mais nova inquilino de seu pai e que foi um grande amor do passado, Frederick Wentwort.
Este é um dos romance desta autora em que podemos perceber que há várias mudanças de cenários durante a história. Até entendermos os motivos que levaram a então jovem Anne a rejeitar o pedido de casamento de Frederick no passado, vamos sofrendo junto com ela. Frederick a trata com muito desdém e demonstra interesse pelas jovens cunhadas de sua irma fazendo com que nossa heroína sofra muito.


Anne se mostra uma personagem com convicções sólidas e bom temperamento. E mesmo em momentos onde ela deveria se exaltar podemos perceber sua capacidade de ser uma pessoa boa. A presença constante de seu grande amor e seu possível interesse nas jovens nos leva a várias reflexões.  Alguns acontecimentos enquanto ela visita a cidade de Line na companhia da família de sua irmã e dé Frederick serão essenciais para que eles possam se conhecer melhor depois de tantos anos.
"O privilégio que reclamo para meu sexos... não é muito invejável,  não precisa cobiça-lo... É o de amar mais tempo, quando a existência ou a esperança já desapareceram."

Eu amei está história ela tem muitos elementos que já tinha visto na escrita da Jane. Personagens que já nos despertam ranço com um parágrafo, os interesseiros, os vaidosos, os cômicos.  Mas este trouxe uma mocinha que amadureceu, quase como se refletisse o próprio amadurecimento da autora. Um amor que terá de resistir a problemas e o tempo para se provar.

"Já não consigo mais permanecer em silêncio. Tenho de falar pelos meios ao meu alcance. (...)  Sinto-me entre a agonia e a esperança. Na me diga que é muito tarde, que sentimentos tão preciosos morreram para sempre."

Eu sugiro que se você nunca leu uma história desta autora, esta pode ser a melhor para você começar. Linda, romântica e rápida de ler.
Me conta aí se você já leu Jane Austen? 
Qual seu livro favorito da autora, se já se apaixonou por um dos mocinhos dela?

Beijos, até nosso próximo chá.





© Cultura Pocket - desde 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Linezzer Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo