ULTIMAS POSTAGENS

UM MILHÃO DE FINAIS FELIZES - VITOR MARTINS


Oi Pockets!!!!
Para comemorar o dia 28 de Junho que é o do orgulho LGBTI (lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais e pessoas intersex), resolvemos trazer a resenha de um livro muito amorzinho do autor Vitor Martins Um milhão de finais felizes.
Mas primeiro vamos conhecer um pouco deste movimento. 

ANIME - BLACK CLOVER

Oi pockets!!!
Que tal um dica muito legal de anime para assistir?
Minha dica de hoje é uma serie de mangá shonen de fantasia que é escrita e ilustrada por Yūki Tabata.


Então vamos lá!
No reino de Clover a magia reina. Para proteger o reino temos os cavaleiros mágicos, e a sociedade dividida entre a realeza e os plebeus.
Asta e Yuno são parte dos plebeus e foram criados em um orfanato onde sempre sonharam em ser cavaleiros, e depois se tornarem o "Rei mago" (o mais poderoso do reino).
O problema é que Asta não possui magia alguma o que o tornaria totalmente incapacitado para os cavaleiros. Já seu irmão Yuno possui um grande poder.

Durante o teste de seleção dos cavaleiros mágicos Yuno é selecionado para o esquadrão do "Alvorecer Dourado" formado basicamente pela realeza , já Asta acaba indo parar nos "Touros Negros", apesar de não ter magia, que é formado pelos rejeitados.

No anime vamos acompanhado toda a trajetória e evolução dos personagens. O anime é super divertido de se assistir. Os "Touros Negros" contam com personagens muito engraçados e a cada novo episódio eles vão crescendo em poder e amizade. 
Apesar de não ter magia Asta recebe um grimório de onde retira duas poderosas espadas anti-magia, capazes de combater qualquer tipo de magia.

©Pierrot/Yūki Tabata
Esquadrão dos Touros Negros - Kuro no Bōgyū

Comandado pelo capitão Yami que é capaz de manipular a magia da Escuridão canalizando-a para a sua Espada.
O esquadrão é conhecido por ter um péssimo comportamento e sempre foi considerado o pior esquadrão de Clover. Porém esta situação começa a mudar com a chegada de Asta ao grupo.




imagem do Pinterest
Os Grimórios são livros que guardam e permitem acessar e utilizar seus feitiços. Ele é a fonte do poder de um cavaleiro magico e é concedido na cerimonia de aceitação do grimório. 
Um cavaleiro magico não pode utilizar o Grimório de outro, já que eles são ligados aos seus respectivos cavaleiros.



Eu estou gostando muito de acompanhar esta aventura, e estou louca para saber como o Asta, sem magia alguma, vai fazer para chegar ao seu objetivo.

E você já assistiu este anime? 
Gosta de animes deste estilo?
Me conta tudo e aproveita para me indicar um anime.

Beijos...

   


RESENHA - SEM EDUCAÇÃO NÃO HAVERÁ FUTURO - MOZART NEVES RAMOS



Oi Pocktes!!!
Hoje eu trouxe uma coisa um pouco diferente das nossas resenhas habituais.
O livro Sem educação não haverá futuro - Mozart Neves Ramos.
O livro reúne 21 artigos pulicados entre 2016 e 2018, atualizados que apresentam uma radiografia de lições, experiências e necessidades deste inicio de século 21 na área de Educação.
Vamos começar conhecendo o autor deste livro.

Foto: Unit
Mozart Neves Ramos é um educador, escritor e químico brasileiro. Ramos foi Secretário de Educação de Pernambuco e presidiu diversos órgãos e projetos federais sobre educação. Lançou três livros sobre a educação brasileira e é o atual diretor de Articulação e Inovação do Instituto Ayrton Senna. (Fonte Wikipédia)

O livro aborda a Alfabetização, o papel da família, a escola publica, o papel do professor, apresentada dados sobre a educação compilado e as competências exigidas nos últimos anos.

O livro foi presenteado pela Editora Moderna a todos os participantes do seu Congresso de Educação Moderna, que aconteceu no ultimo dia 25 de Maio de 2019 no hotel Ouro Minas em Belo Horizonte, para ver mais sobre o congresso aqui.


Pelos dados apresentados no livro podemos perceber que (...) "o desafio do Plano Nacional de Educação (PNE) de alfabetizar todas as nossas crianças pelo menos até o 3º ano do Ensino Fundamental, até 2024, parece cada vez mais distante de se concretizar" (...). Hoje apenas 45% delas tem o nível desejável em leitura, sendo que em 2014 era de 44%, ou seja não mudou muito nos últimos 5 anos.


Percebemos que a alfabetização é o primeiro passo para uma melhora neste quadro e também que algumas iniciativas tem resultado em melhorias significativas  para alcançarmos este desafio. Como por exemplo ocorreu no estado de Ceará, que conseguiu resultados cada vez melhores de forma gradativa.
Fato porém que ainda temos um longo caminho para percorrer, e como dito pelo autor Pedro Bandeira em sua palestra neste congresso, é preciso treinar nossas crianças. Assim como um atleta que para conseguir melhores resultados precisa de treino constante. Nossa crianças para melhorarem a leitura precisam ler, e ler muito, todos os dias.
Todos os demais conhecimentos oferecidos pela escola necessitam da leitura, e é por isso que os pais a família estejam envolvida neste objetivo.

Hoje as competência exigidas vão além das competências cognitivas, (O termo cognição vem do latim e significa “conhecer”. Portanto quando falamos de habilidades e competências cognitivas não se trata apenas  de memorização, mas sim de informações que são entendidas, assimiladas e compreendidas), é fundamental que a pessoa se desenvolva também no campo social e pessoal.

A leitura me impactou e acredito que fará o mesmo com você e  ainda está disponível para baixar gratuitamente Clik aqui.

E vamos conversar mais sobre o assunto.
Deixe seu comentário, pergunta duvida.
Beijos
Até a próxima!









A GAROTA QUE VOCÊ DEIXOU PARA TRÁS - JOJO MOYES


 Oi pockets!
Hoje eu vim compartilhar com vocês uma leitura muito gostosa, que faz a gente não querer lagar o livro.

O livro é dividido em duas épocas contado a história de duas mulheres diferentes, mas compartilhar o amor por um quadro. Uns dos melhores livros que já li.
Título: A garota que você deixou para trás
Autora: Jojo Moyes
Editora: intrínseca
Ano: 2012
Nº Páginas: 272
Classificação: 5 



Sinopse: Obrigada a cozinhar para os soldados alemães que ocupavam St Péronne, na França, durante a Primeira Guerra Mundial, Sophie Lefévre mantém exposto no restaurante da família o quadro pintado por seu marido, o artista Édouard Lefévre.
O comandante responsável pela ocupação da cidade fica completamente envolvido pela imagem de Sophie na tela, e parece também atraído por ela. Quando chega a notícia de que Édouard foi enviado para um campo de prisioneiros, Sophia propõe uma troca arriscada na tentativa de garantir a liberdade de seu grande amor.
Quase cem anos depois, o retrato de Sophie tem agora lugar de destaque no quarto de Liv Halston, uma jovem viúva que mora numa casa com paredes de vidro. Presente de David, seu falecido marido, o quadro A garota que você deixou para trás tornou- símbolo de todas as boas lembranças de seu breve casamento. Quando Liv decide sair do luto e volta a se abrir para a vida, os herdeiros de Édouard Lefévre aparecem para reivindicar a posse da obra, alegando que o quadro fora roubado pelos alemães.
Uma trama tecida com habilidade, A garota que você deixou par trás alterna momentos triste e alegres, sem descuidar dos meandros das grandes histórias de amor e delicadeza dos finais felizes.


Resenha: Sophia era uma mulher fonte e inteligente que vivia na França com o marido. Quando a guerra começa e seu marido tem que ir para front ela decide voltar para sua cidadezinha do interior para cuidar da sua família. Ela juntamente com os irmãos cuida do hotel da família que atualmente só funcionar o bar.

Um belo dia os saldados alemãs vão ao hotel com suspeita de estarem escondendo um suíno dele, quando Sophia vê os soldados batendo em seu irmão vai logo em sua defesa é neste momento conhecer Herr kommandant.

"Olhe para nós, Kommandant. Será aspecto é de quem está se banqueteando com carne bovina, cordeiro assado e lombo de porco?’’

Ela sustenta o olhar depois de tudo que diz, ele levanta a luz iluminado um quadro e pergunta para Sophia o que é ela diz que um quadro que o marido pinto quando estavam casados.
O Kommandant decide que ela e a irmão passaram a cozinha para ele e os soldados alemão, o pessoal da pequena cidade começa a critica-las.
No decorrer do tempo ele perceber que apesar de ele ser um soldado ele tem um coração e um ser humano bondoso. Quando descobre que seu amado marido foi mandado para um local sombrio, perde a razão e pedir a ajudar de Herr Kommandant para salva-lo.
Sua irmã fala para pensar bem antes de tomar qualquer decisão. Diz:

Uma fez feito não pode ser desfeito.

Sophia é presa e seu retrato some do hotel.



A história dá um salto para o ano de 2006 onde o quadro é encontrando na parede da jovem viúva Liv, que o admira pois é um presente do marido da lua de mel, quando olhar para o quadro cria força para enfrentar a turbulência. Os amigos tentam tira-la do luto profundo e da casa solitária. Ela sai um pouco para não ficar sozinha vai para um bar gay onde conhecer um jovem advogado divorciado. Ambos ficam fortemente atraídos, mas o destino prega uma peça neles. Pois ele é o advogado responsável pela ação para tente tirar o quadro que ela tanto ama. Entre ida e vinda começa uma grande jornada para descobrir o mistério em volta do final da vida de Sophia e de como o seu retrato saiu do hotel e chegou a mão de Liv.

Foi um dos livros mais incríveis que li pois transmite lealdade, mistério e amor verdadeiro.

E você já leu este ou outros livros desta autora?
Me conta aí nos comentários.
Beijos!!!


  

EDUCAÇÃO UM AGENTE TRANSFORMADOR



Oi pocktes!!
Hoje vamos falar um pouquinho sobre educação, seus caminhos e desafios.

Participei no mês de maio do Congresso de Educação organizado pela Editora moderna. A participação nos mostrou caminhos esperançosos para a educação e principalmente de estarmos no caminho certo no desenvolvimento da leitura entre grupos coletivos e sociedade. Ouvimos formadores de opinião que nos mostraram como a educação cresceu muito durante o período democrático, com o desenvolvimento de novas tecnologias e capacitação de gestores mais engajados. Apesar desse crescimento, dados mostram que foi  muito aquém do necessário e que seríamos capazes, regiões do Brasil tem uma discrepância enorme quanto a outras. Dificuldade de compreensão de textos entre segmentos de alunos de mesmos níveis escolares são ainda absurdas. 

O primeiro palestrante do dia foi Miguel Thompson do Instituto Singularidades. Segundo ele desde que a criação da enciclopédia por Gutenberg o acesso a livros e informações nunca foi tão acessível, lembrando que antes os livros eram restritos à aristocracia e ao clero. Com o advento dos computadores e aplicativos eletrônicos a leitura e informação agora esta na palma da mão. Miguel Thompson também nos fala sobre o conceito que empresários e empresas tinha de não capacitar seus funcionários para que eles não tivessem conhecimento suficiente para contestar e copiar seus projetos, mas Henri Ford empresário e fundador da fabricante do automóvel Ford nos idos dos anos de 1900 já pensava diferente. Ele buscava capacitar seus funcionários para ter melhor qualidade industrial dos produtos e fortalecer as empresas que forneciam outros componentes automobilísticos para suas empresas e claro o desenvolvimento industrial nos Estados Unidos.
Após a bomba atômica houve uma mudança cultural entre as pessoas, apareceram grupos de hip-hop, eventos literários, reunião de grupos culturais de contestação de atitudes e conceitos, isso criou um frenético desenvolvimento de escritores e artistas que trouxe o povo para mais próximo da literatura e atividades culturais. Começamos a trabalhar mais a diversidade cultural, em aulas e  eventos, a buscar convergências e a entender que nossos valores pessoais são mais importantes que nossas competências.

Na palestra seguinte o jornalista Antônio Góis nos leva a sala de aula através dos representantes dos colégios mineiros Nossa Senhora das Dores e Sagrada Família. Nos fala dos desafios de educar nestes tempos contemporâneos e cercados de tecnologias. Como agir com os conflitos em sala de aula? Tentar engajar e criar temas e projetos para interagir alunos e escola, fomentar projetos escolares e extras curriculares. Muitos desses atores acreditam que esses desafios só colaboram para o desenvolvimento crítico e de descoberta do aluno.

A seguir estivemos na companhia do grande escritor Pedro Bandeira autor de livros com Droga do Amor, Droga da Obediência, A Marca de uma Lágrima entre outros. Pedro Bandeira nos remete a leitura e a dificuldade de inserirmos as crianças e jovens na leitura. Que devemos ser mais pacientes e atores no contexto da literatura, mais atuantes. Pois leitura nos transporta a lugares que achávamos inacessíveis e transforma o ambiente ao nosso redor. Ele nos relata que aquele que tem mais dificuldade de ler ou gostar de leitura é que devemos nos aproximar e inserir eles nos projetos literários. Que esses que tem dificuldade em leitura e atenção, para propormos textos curtos, textos fáceis, canções, poemas e anedotas, pois a prática e a integração aos que tem essa facilidade farão que se sinta parte do contexto ao redor e parte do ambiente escolar. 

E finalmente Lars Grael velejador, ganhador de duas medalhas olímpicas e vários troféus mundo a fora, que perdeu a perna em acidente náutico. Lars nos ensina o poder de superação, a insistência em competir e depois em viver, a luta, a dor, o amor à vida e a gratidão aos que colaboram nos esportes e na sua luta pela sobrevivência depois do acidente. Muito emocionante e instigador como a força de vontade dele em aprender nos esportes e nas administrações públicas que ele integrou  forma de grande valia na vida pessoal dele.

Enfim foi um encontro de grande aprendizado e amor à educação e a leitura. Que venham outros e que possamos sempre estar engajados e abertos a projetos assim. Muito emocionado em estar na companhia de pessoas que sonham o mesmo sonho e objetivos e de conhecer Pedro Bandeira um ídolo que ultrapassa décadas e sentimentos de amor a leitura.

“Educação e leitura assim se constrói um país”

#VemLerComAGente




DESAFIO LITERÁRIO 2019- JUNHO

Bom dia, Pockets!

E Junho se inicia com com tudo, e esperamos que seja um mês florido e de realizações de metas, já que o meio do ano já está bem ai (rsrs). E além disso, temos que seguir com as metas de leituras, mesmo com todos os contratempos é manter o foco e ler para aliviar a alma.

E como todos mês apresentamos nossas leituras, esse não será diferente. Então vamos conhecer os meus escolhidos este mês de junho uma, vem em ritmo junino, um dos melhores meses e comidas. rsrs


1 - Livro de Quadrinho/HQ -Justiceiro: Bem vindo de Volta, Frank (Parte 1)


Escolhi essa história porque amo o Frank, um anti herói, que me faz ver que nem sempre é possível se calar para as injustiças e que nos deixa doido para realizar vingança com as próprias mãos. 
Sinopse: Frank Castle, o Justiceiro, trava uma guerra sem trégua contra o crime, uma bala de cada vez. Seu primeiro alvo: a família Gnucci, encabeçada pela famigerada Mama Gnucci. Mas a Força-Tarefa Especial do Justiceiro da polícia de Nova York, liderada pelo azarado Detetive Soap, jurou acabar com Castle.


2- Livro com título estranho - Gone do Michael Grant

Escolhi esse livro porque faz tempo que está na estante, e como o título dele não me diz nada, achei uma ótima pedida. 


Sinopse:Em um piscar de olhos, todos com mais de 14 anos desaparecem. Restam adolescentes. Pré-adolescentes. Crianças. Nenhum adulto. Nenhum professor, policial, médico ou responsável. Linhas de telefone, redes de televisão e a internet param de funcionar. Não há como pedir ajuda. A fome é intimidante e a violência começa. Os animais parecem estar se transformando, e uma criatura sinistra está à espreita. Os próprios adolescentes estão ficando diferentes, desenvolvendo novos talentos: poderes inimagináveis, perigosos e mortais, que crescem dia após dia. É um mundo novo e assustador. É preciso escolher um lado — e a guerra é inevitável.

3- Livro que pagou caro - Trilogia dos Espinhos do Mark Lawrence


A esse livro na verdade nem foi eu que comprei, mas o preço foi salgado. Mas vale a pena, porque tem uma edição maravilhosa, a darkside sempre arrasa. 
Sinopse:Ele estava preso nos espinhos venenosos. Tinha a reputação de ser imprevisível e violento. Era preciso muita coragem para lançar um livro desses. E foi assim que a DarkSide Books apostou no escuro e lançou sua primeira fantasia sombria: Prince of Thorns, livro de estreia da aclamada Trilogia dos Espinhos, de Mark Lawrence. Um sucesso que surpreendeu muita gente e que se repetiria com os outros livros da série, King of Thorns e Emperor of Thorns. Agora, a saga completa está reunida em Trilogia dos Espinhos - Omnibus. Os três romances saem em um único volume em capa dura, capaz de resistir a um apocalipse nuclear. São quase mil páginas cobertas de sangue nessa edição de luxo que mais parece um autêntico grimório da Idade das Trevas.


Temos ainda esse mês as leituras coletivas. Se você se interessar por alguma de nossas leituras coletivas e quiser participar é só deixar um recadinho no direct do instagram @PocketCultura que nós te add nos nossos grupos.


Se ler algum dos desafios não se esqueça postar nas redes socais e de colocar a #DesafioLiterario2019CP para nós curtimos.


Beijos até mais..

© Cultura Pocket - desde 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Linezzer Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo