ULTIMAS POSTAGENS

Cidade nas Nuvens - Anthony Doerr

Às vezes as coisas que consideramos perdidas só estão escondidas, aguardando serem descobertas”.
Esta obra estupenda com uma história para lá de perfeita nos insere em Constantinopla, século XV e Idaho, século XXI e em Argos, uma nave interestelar, no futuro bem distante. Um romance sobre crianças a caminho da idade adulta, em mundos de perigo, que encontram resiliência, esperança e uma ferramenta chave: “um livro”.

Aqui temos uma maravylynda homenagem a uma profissão que confere o aprendizado ás nossa vidas desde pequenos, eles são os responsáveis pela preservação da sabedoria humana: “Os Bibliotecários”. Neste romance temos ótimas referências que entrelaçam a trajetória de cada um dos nossos personagens, embarcamos em uma viagem onde nos deparamos com vários momentos históricos diferentes não lineares, damos saltos no tempo e nos encantamos com isso, tudo se encaixa perfeitamente, um elo de um satisfatório quebra cabeças.

Nossa primeira personagem Konstance, uma garota de apenas 13 anos que nunca colocou os pés na terra, vive com seus genitores em uma nave estelar, alimentando-se de comida em pó, é auxiliada por Sybill (adorei o nome) uma AI que possui em sua memória todo o conhecimento humano. Aqui estamos em 2.146. Anna, órfã, alegre, insaciável e curiosa, conta com apenas 13 anos de idade, vive dentro das muralhas de Constantinopla, em uma casa habitada por mulheres que tem por função bordar vestes paroquiais. Aprende a ler, detalhe em Grego Clássico, aqui neste momento dou pulos de alegria, amo sem medidas esta língua. Ao encontrar o livro com a história de Éton, cujo maior desejo é tornar-se um pássaro e voar para um paraíso utópico no céu e ela o lê avidamente para sua irmã enferma.

Do lado de fora temos Omeir, um rapaz amoroso e atencioso, por possuir lábios leporinos é um excluído por seus paisanos, de repente se vê obrigado a levar seus dois amados rumos as muralhas. E por último temos Seymor, um garoto neuro divergente que observa o mundo ao seu redor sofrer drásticas mudanças com muita raiva. Todos estes serezinhos incríveis estão interligados por um livro, achei isso tremendo, majestosamente a história foi construída carregando uma mensagem incrível, uma belíssima declaração de amor aos livros, as bibliotecas e ao próprio Planeta no qual habitamos: a rainha Terra.
"Cada símbolo significa um som, unir os sons é formar palavras e unir palavras é construir mundos”.
Finalizando esta é uma obra maravilhosa desde a capa, cada uma de suas páginas refletem os vários tempos e lugares somados a nossa enorme ligação, entre nós mesmos os nossos familiares, aos outros seres vivos, com nosso passado e os que virão após termos partido. Cuidar do nosso habitat, dos nossos amados livros e da nossa mãe Terra é dar valor a um dos atos primordiais do amor.
“Há coisas que perduram com a humanidade. Não importante onde estejam, quando estejam: se há pessoas, há guerra, há violência, há pestes, há destruição e há… histórias. As histórias são os que nos fazem presentes, mas também o que nos fazem passado, memória. Somos porque fomos. E seremos porque somos.”

Beijinhos e inté



Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Cultura Pocket - desde 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Linezzer Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo