ULTIMAS POSTAGENS

Amor de Redenção - Francine Rivers

Oi Pockets!

Impossível conter as lágrimas, este livro é maravylyndo há muito tempo esperava o momento certo de lê-lo após assistir a produção impecável da Universal, claro que precisava ler para entender a resignação de Michael a espera por um amor verdadeiro.

Precisava urgentemente me jogar nos detalhes desta história de amor impossível que tem um final feliz alcançado através da fé inabalável de um homem extremamente simples, que acredita no amor e na redenção que ele nos traz.

Nem tenho adjetivos o suficiente para elogiar esta obra, deixo apenas quotes que o tornam inesquecível:

“Angel vivia um silencioso tormento. Lutava com as emoções que a despedaçavam, com o remorso, a culpa, a confusão. Essas emoções viraram uma massa sólida, um nó endurecido que lhe crescia na garganta e no peito, como um câncer que espalhava dor por cada parte do corpo. Estava com medo. A esperança, que pensava que tinha morrido havia muito tempo, tinha ressuscitado. Esquecera-se da pequena luz que piscava dentro dela quando era criança. Alguma coisa acendia a fagulha e ela crescia... Até que Duke a esmagou. Agora ela tentava esmagá-la com lógica.”

“— Não sou seu pai! Não sou Duke! Não sou nenhum cavalheiro pagando por meia hora em sua cama! — gritou, apertando o braço dela. — Sou seu marido! Não subestimo o que você sente. Eu a amo. Você é minha mulher!Angel mordeu o lábio e reprimiu as lágrimas.


Michael ficou um pouco mais calmo. Segurou o rosto dela para que não deixasse de olhar para ele e viu a briga desesperada que ela travava com suas emoções. Elas sempre foram suas inimigas. Para sobreviver, ela não podia se permitir sentir.”

“Como ensinar a uma criança que sofre a confiar no Senhor, se o único pai que conheceu a odiava e queria que ela morresse? Como ensiná-la que o mundo não é feito somente de ruindades, se o padre abandonou a mãe dela? Senhor, ela foi vendida como escrava para um homem que parece o próprio Satã. Como vou convencê-la de que há gente boa no mundo, se todos que ela conheceu a usaram e depois a condenaram por isso?”

“O príncipe das trevas é um cavalheiro” – Shakespeare “...O que diziam, era verdade, sem dúvida. E quando ela sentia a ameaça das lágrimas, que cresciam dentro dela, exercendo uma pressão tão grande e quente que parecia queimá-la por dentro, a menina engolia, cada vez mais fundo, até criar uma pedrinha dura no peito. Aprendeu a encarar seus torturadores e a sorrir com frieza, arrogância e desprezo. Aprendeu a fingir que nada do que dissessem ia afetá-la. E às vezes se convencia mesmo de que nada a afetava.”

Uma obra simplesmente maravylynda.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Cultura Pocket - desde 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Linezzer Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo