ULTIMAS POSTAGENS

"UM CONTO DE NATAL" - CHARLES DICKENS


Hello Pockets, 

Como vão? Espero que bem, e continuamos riscando o calendário para a chegada do Natal, amo sem medidas esta época, desejo muita paz nos corações de todos.  

E com este clima delicioso de festas, além dos quitutes maravilhosos temos as leituras que enchem o coração de ternura. Vamos indicar a vocês; "Um Conto de Natal de Charles Dickens".   


Título: Um Cântico de Natal
Autor: Charles Dickens
Editora : Martin Claret
Ano: 2019
Nº de páginas: 328
Classificação: 5

Sinopse: "Quem pode permanecer insensível aos bons sentimentos generosos e à honesta troca de carinho e afeto, tão abundantes nesta época do ano? Uma festa de Natal em família! Não há nada no mundo mais delicioso!" Em Um cântico de Natal e outras histórias o leitor mergulhará na atmosfera mágica dessa época do ano e será transportado à Inglaterra vitoriana, com suas ruas cobertas de neve, fantasmas que assombram um avarento, famílias reunidas à lareira e até mesmo duendes que raptam um coveiro.




No nosso grupo de LCS escolhemos " Um Conto de Natal" e que delícia de releitura que para minha pessoa é prazerosa e obrigatória, uma das minhas muitas tradições desta época.     


“Um Conto de natal” ou “A Christmas Carol” é um livro da autoria de Charles Dickens, com várias traduções em Português. 

O livro foi escrito em menos de um mês com o intuito de quitar dívidas, mas teve um final muito muito feliz, tornou-se um dos maiores clássicos natalinos de todos os tempos e é considerado uma das mais célebres obras de Dickens. 

Em um primeiro momento Dickens o descreveu como o seu "livrinho de Natal", e sua primeira edição ocorreu em 19/12/1843, com ilustrações de John Leech. A história transformou-se instantaneamente num sucesso, vendendo mais de 6 mil cópias apenas em uma semana um marco para a época. 

Vamos a história? Mas já vou te avisar, PODE CONTER SPOILER!!!!

Ebenezer Scrooge é um senhor avarento que abomina a época do natal. Possui um escritório em Londres e trabalha incansavelmente e praticamente escraviza o seu funcionário  Cratchit, pai de quatro filhos, que passa por inúmeras dificuldades financeiras mas é feliz e tem um amor imensurável e um carinho especial pelo frágil Pequeno Tim, que tem problemas nas pernas.

Em um momento inesperado, nada mais nada menos que na véspera de Natal Scrooge recebe uma visita inesperada, seu falecido ex-sócio Jacob Marley, céus o homem havia falecido há sete anos e de repente aparece.

Marley desabafa diz que não encontra paz, pois já que nunca exercitou a gentileza, mas esclarece que resolveu aparecer, pois Scrooge ainda trem salvação, e apresenta sua chance, receberá a visita de três espíritos. 

O primeiro chega, ele é o Espírito dos Natais Passados, que leva Scrooge de volta no tempo mostrando parte de sua infância e adolescência e início da vida adulta, épocas estas quando o natal ainda habitava seu coração. Triste com as lembranças, Scrooge enfia o chapéu na cabeça do espírito, ocultando a luz, o espírito desaparece deixando o sozinho. 

O segundo espírito, o do Natal do Presente, é risonho usa uma coroa de azevinho e uma tocha na mão. Ele mostra a Scrooge as comemorações do presente, incluindo a humilde ceia dos Cratchit, onde ele observa que apesar da pobreza a família é unida e muito feliz. No final desta viagem, o espírito revela sob o seu manto duas crianças de feições horríveis, ela são a “Ignorância e a Miséria” e deixa um aviso que tenha cuidado com elas e vai-se embora.

O terceiro espírito, o dos Natais Futuros, é figura alta envolta num traje negro com o rosto oculto, deixando apenas uma mão aparente. O espírito não fala mas aponta, e mostra a Scrooge a sua morte solitária, sem amigos.


Após a visita destes três espíritos, Scrooge amanhece ou melhor parece renascer, transforma-se  em outro homem, volta a amar o espírito de Natal, se torna generoso com os necessitados e começa a ajudar Bob Cratchit, e passa a auxiliar e amar o pequeno Tim. E há quem diga que após este Natal ninguém jamais celebrou o Natal com mais entusiasmo que ele.

Esta obra é acalentadora enche o nosso coração de ternura quem permanece insensível aos bons sentimentos e a uma troca de carinho e afeto, tão presentes nesta época do ano? Amo sem medidas, não há nada na minha humilde opinião mais deliciosa que estes dias de festas natalinas !!!

Gostaram da dica? Você já leu nos conte o que achou !!!

Beijocas 

#CharlesDickens
#UmcantodeNatal #MartinClaret #Principis #Natal #Chrstimas #Christimasisgoingtotown #Penguim

Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Cultura Pocket - desde 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Linezzer Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo