ULTIMAS POSTAGENS

MENINAS SELVAGENS - RORY POWER


Oi Pockets!!!
Hoje nós vamos falar do livro "Meninas Selvagens" que teve um super hype nos últimos meses, uma campanha de pré-venda com brindes lindos e a uma arte de capa que deixou muita gente querendo o livro mesmo sem saber do que se tratava a  história.


Titulo: Meninas Selvagens
Autora: Rory Power
Editora: Galera Record
Ano: 2020
Nº de páginas: 320
Classificação: 3,2

Sinopse: Há dezoito meses, a Escola Raxter para Meninas entrou em quarentena. Há dezoito meses, uma misteriosa doença virou a vida de Hetty do avesso.

Começou devagar. Primeiro, as professoras foram morrendo, uma a uma. Então, começou a infectar as alunas, transformando o corpo delas em algo cada vez mais estranho. Isoladas do resto do mundo e deixadas à própria sorte, as meninas não se atrevem a ultrapassar o limite da escola. Hetty, Byatt e Reese esperam a cura prometida enquanto a doença se alastra.

Mas tudo muda quando Byatt desaparece. Hetty não medirá esforços para encontrá-la, mesmo que isso signifique quebrar a quarentena e desbravar os horrores que as esperam além da cerca que separa a escola da floresta. E quando Hetty se lança rumo ao desconhecido, descobre que há muito mais mistérios por trás dessa história que ela jamais poderia imaginar. (Grupo editorial Record)



Resenha: Apesar de a história ter um apelo de marketing focado "terror feminista em meio a uma epidemia" vamos com calma, não é bem assim não rsrsrs

Temos como personagens centrais três meninas Hetty, Byatt e Reese alunas da escola Escola Raxter, que fica em uma ilha e está  há dezoito meses em quarentena devido a uma misteriosa doença que tomou toda a ilha, causando mutações nas alunas e levando a morte várias professoras e também algumas das alunas.

Apesar de muitas das rotinas das meninas da escola Raxter terem sido alteradas, devido a epidemia e mortes que ocorreram, ainda é possível perceber que existe uma hierarquia, tendo na Diretora a figura da lei e em um grupo de meninas mais velhas as líderes, que são estas também as responsáveis por buscar os alimentos/suprimentos que são enviados por barco para a escola. E chegam cada vez em menor quantidade, causando assim uma disputa entre as internas.

A doença que passou a ser chamada de TOX causa uma mutação, e aqui não é algo bom com super poderes, que transforma as meninas e seus corpos de modo "Selvagem", com alterações na pele, cabelo, garras, escamas e claro com muita dor a cada novo ciclo da doença.

E quase como se a doença fosse aos poucos deixando as "Meninas selvagens", como se elas estivessem se mesclando a natureza, e se transformando para que possam fazer parte dela.
 
A TOX e consequentemente o isolamento, causa escassez de recursos que acaba quebrando todos os  padrões sociais e coloca a sobrevivência acima do certo ou errado. Não dá para esperar um comportamento moldado pelos padrões sociais, neste ambiente de sobrevivência elas mostraram o seu pior, ou talvez mais verdadeiro lado humano, colocando cada uma das meninas apenas do seu próprio lado.

Acredito que não seja uma história que irá agradar a todos, pois não temos aqui aquele personagem pelo qual você torce, até mesmo o relacionamento amoroso entre as personagens Hetty e Reese, não é permeado por um amor romântico, e muitas vezes a necessidade de não mostrar fraqueza é maior que demonstrar emoções.

Ele tem uma pegada de horror, as respostas da história não estão prontas, a sobrevivência das personagens  estão acima da ética imposta pela sociedade... é incômodo, pois quem vem esperando a saga do herói pode se decepcionar com a frieza nas atitudes dos personagens na luta pela sobrevivência.

Apesar de ter achado a capa lindíssima, a história não me agradou de todo, achei as personagens centrais um pouco rasas, suas motivações  e justificativas fracas, a forma que é explicado como estava sendo realizada a busca por uma cura e como a explicaram para a sociedade o sumiço das estudantes também não me convenceu.


Porém não dá para negar que no quesito explorar o comportamento humano e o que ele é capaz de fazer se suas ações não estiverem sendo julgadas, a escritora fez um ótimo trabalho. O incômodo que a história traz está  relacionado muito mais com a forma como vemos o que podemos ser capazes de fazer para sobreviver.

Acredito que para quem busca sair da zona de conforto e se aventurar em uma leitura diferente sem respostas prontas pode ser super interessante.

E aí? Será que você está pronto para ver o lado  mais cru destas Meninas selvagens?
Quero saber se você já leu e o que achou da história.
Vamos conversar?

Beijos e até a próxima!!!



 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Cultura Pocket - desde 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Linezzer Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo