ULTIMAS POSTAGENS

LITERATURA PELO MUNDO - IRLANDA

Olá Pockets!!!!

Hoje iremos iniciar nossa viagem pelo mundo da literatura de outros países, e começamos com a literatura Irlandesa.
A literatura irlandesa é muita rica em escritores e artistas, mas na maioria das vezes não identificamos estes artistas como irlandeses, pois com a proximidade com o Reino Unido, muitos são levados a morar em Londres, centro importante da cultura mundial.
A literatura irlandesa é identificada por sua escrita voltada a tradições orais de lendas e poesias, assim como sua exuberante natureza destaques em adaptações cinematográficas como “Senhor dos Anéis”, “Outlander”. 

Os escritores irlandeses tem um estilo narrativo voltado ao exagero e na sátira, personagens fantásticos e sobre humanos como “Drácula” e “Frankenstein” são frutos dessa literatura. Um país dividido entre católicos e protestantes cristãos que entram em conflito há décadas por suas opiniões contrárias, travam batalhas civis históricas. Acredito que deve muito se a isso, a literatura extraordinária que se mistura a tradições milenares que se acredita em elfos, duendes e fadas.  Autores com Bram Stoker e Oscar Wilde que declaramos serem autores de língua inglesa na verdade nasceram em solo irlandês. Apesar de muitos desses escritos se apresentem em inglês, existem muitos escritos em irlandês gaélico antigo e moderno.  

A seguir apresento alguns desses autores de língua irlandesa:

Bram Stoker (1847-1912): nasceu em Dublin, Irlanda. Conhecido por ter publicado “Drácula” em 1897, literatura gótica baseado em vampiros que se tornaram adaptações várias vezes para o cinema: “Drácula” (1931) protagonizado por Belá Lugosi, “ O Conde Drácula” (1970) com Christopher Lee, “ Drácula” (1979) com Frank Langella, e mais recentemente  (1992) “Drácula de Bram Stoker” com direção de Francis Ford Coppola e com Gary Oldman e Winona Ryder.  Outras publicações de Bram Stoker são “Miss Betty” em 1898, “The Men” em 1905, “O Caixão da Mulher Vampiro” em 1909. 


Oscar Wilde (1854-1900): nasceu em Dublin, Irlanda. Publicou “O Retrato de Dorian Gray” em 1891 seu único romance, considerado uma das mais importantes obras inglesas. Este romance rendeu algumas adaptações pra ao cinema em vários países o mais recente é “Dorian Gray” de 2009 com Bem Barnes e Colin Firth. Escreveu ainda novelas, contos infantis, dramas. Outras obras dele são: “A Alma do Homem sob o Socialismo” em 1891, “Uma Mulher sem Importância” em 1893, “A Balada do Cárcere de Reading” em 1898 que publicou enquanto esteve preso por dois anos, acusado de ter um caso amoroso com Lord Alfred Douglas.

Jonathan Swift (1667-1745): nasceu em Dublin, Irlanda. Sua obra mais conhecida é “As Viagens de Gulliver” de 1726, obra que mistura viagem, aventuras e ficção científica. Em 1704 publica “A Batalha dos Livros” e “Conto de Tonel”, em 1729 publica uma sátira “Uma Modesta Proposta” que critica a situação social da Irlanda. “As Viagens de Gulliver” tiveram várias adaptações para TV como o desenho animado criado em 1968 por William Hanna e Joseph Barbera e várias minisséries adaptados para TV, mais recentemente em 2010 foi levado ao cinema com Jack Black e Emily Blunt.

Emma Donoghue (1969): nasceu em Dublin, Irlanda. Hoje mora na França com a companheira e dois filhos. Emma tem vários livros publicados entre eles “O Quarto” de 2010 que adaptado ao cinema em 2015 com o nome “ O Quarto de Jack” com Jacob Temblay no papel do garoto Jack que é mantido em cativeiro num quarto com sua mãe. Outro livro de Emma Donoghue é “O Milagre” que em 2019 também foi adaptado para o cinema.

Marian Keyes (1963): nasceu em Limerick, Irlanda. Esta escritora já vendeu mais de 22 milhões no mundo todo, traduzido para 32 idiomas. Autora de vários Best Sellers Chick Lit, seus livros exploram o universo feminino com humor e leveza. Trazem assuntos como violência doméstica, depressão, amores. Alguns de seus livros são: “Melancia” (1995), “Férias” (1997), “É Agora ou Nunca” (1999), “A Estrela mais Brilhante do Céu” (2009), “Dando um Tempo” (2018).

Jonh  Boyne (1971): nasceu em Dublin, Irlanda. Escritor conhecido pelo livro “O Menino do Pijama Listrado” de 2006, que conta a historia de dois garotos que ficaram amigos durante a Segunda Guerra Mundial através de uma cerca de um campo de concentração nazista, um livre que não entende muito bem por que aquele garoto de pijama listrado não pode sair para brincar. Livro que foi adaptado em 2008. Outras publicações de Jonh Boyne são: “O Menino no Alto da Montanha” em 2015, “As Fúrias Invisíveis do Coração” em 2017.

C.S. Lewis (1898-1963): nasceu em Belfast, Irlanda do Norte. Clive Staples Lewis nasceu na Irlanda do Norte que pertence ao Reino Unido (Inglaterra, Escócia Irlanda do Norte e País de Gales). C.S. Lewis foi pensador, romancista, ensaísta, poeta, crítico literário, cristão fervoroso, apesar de parte de a adolescência ser ateu, é conhecido por suas publicações de cunho religioso e de reflexão, estudado e lido por várias religiões. Eis aqui algumas de suas obras: “Milagres” de 1947, “Cristianismo Puro e Simples” de 1952, “A Anatomia de uma Dor” de 1961. Suas obras são referencias para outros autores, suas frases são propagadas há vários anos, e filmes foram feitos baseados em seus escritos. O mais famoso livro é “As Crônicas de Nárnia” publicado entre 1950 e 1956 como uma série de sete romances de alta fantasia e que a partir de 2005 se transformaram em filmes de sucesso, culminando com 04 filmes.

A partir destes escritores temos uma noção de quão grandioso é a cena cultural da Irlanda. Pubs e espaços teatrais de destaques, museus encantadores, natureza exuberante. Temos na música a banda de rock como U2 com ênfase em seu vocalista Bono Vox  destaque no cenário mundial por sua defesa de liberdade das atividades sociais e minorias. Músicas como “Sunday Bloody Sunday”, “One”, “Pride”, “I Still Haven’t Found What I’m Looking For”, se tornaram hinos de uma geração de fãs. E também a banda de rock The Cranberries que teve como vocalista Dolores O’Riordan, voz  feminina de destaque em  músicas como “Zombie”, “Linger”, “Ode to My Family”, “Salvation”. Dolores infelizmente faleceu em Janeiro de 2018 morreu afogada numa banheira por intoxicação por álcool. 

Em 1993 foi lançado o filme “Em Nome do Pai” de Jim Sheridan com Daniel Day-Lewis e Emma Thompson, o filme se passa em 1974 quando uma bomba supostamente colocada pelo IRA  mata cinco pessoas em um pub próximo a Londres e quatro jovens irlandeses são presos e condenados pelo crime, assim como o pai de um deles. Então uma advogada começa a investigar as irregularidades do caso.


“O coração de uma mulher deve ser tão próximo de Deus que um homem precisa persegui-lo para encontra-la” C.S.Lewis

“Quando amadurecemos, a lista de desejos para o Natal fica mais curta, e o que realmente desejamos, não é possível comprar” C.S.Lewis

“Educação e leitura assim se transforma um país” 



3 comentários:

  1. Post super rico.. Amei todas as dicas!

    ResponderExcluir
  2. Que legal! Jurava que U2 era uma banda inglesa! Amo Nárnia ❤

    ResponderExcluir
  3. Que post lindo!
    Repleto de dicas para acrescentar a lista infinita.
    Parabéns!

    ResponderExcluir

© Cultura Pocket - desde 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Linezzer Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo