ULTIMAS POSTAGENS

MONSTRONÁRIO: monstros e assombrações do Brasil de A a Z - Lúcia Tulchinski

 Hey Pockets!

Como vocês estão?
Você sabia que hoje é: "O Dia do FOLCLORE?" O Dia do Folclore é celebrado internacionalmente no dia 22 de agosto. Isso porque nessa mesma data, no ano de 1846, a palavra “folklore” foi inventada. 

O autor do termo foi o escritor inglês William John Thoms, que fez a junção de “folk” (povo, popular) com “lore” (cultura, saber) para definir os fenômenos culturais típicos das culturas populares tradicionais de cada nação.
O significado da palavra, segundo seu criador, era: “saber tradicional de um povo”. O Dia do Folclore foi criado oficializado no Brasil em 17 de agosto de 1965, com o objetivo de garantir a preservação do acervo que forma o folclore brasileiro e de incentivar os estudos na área.

No Dia do Folclore, costuma-se relembrar os elementos mais importantes da cultura popular brasileira, tais como: as danças, os ritmos, as festas e os personagens do nosso folclore.

E são nos personagens do nosso folclore que quero focar. Aposto que você já ouviu falar do Bicho-Papão, Saci Pererê ou Mula sem Cabeça. Alguns desses personagens aparecem nesse livro divertidíssimo: “MONSTRONÁRIO: Monstros e assombrações do Brasil de A a Z”.

O livro é repleto de sustos e risos. Os personagens aqui apresentados estão ilustrados de maneira belíssima pelo Alexandre Carvalho, alguns nos dão medo só de olhar, outros nos enganam com sua aparência inofensiva. O texto de Lúcia Tulchinski é leve e nos fala de monstros que comem crianças e de assombrações que afundam navios de uma forma divertida e leve. Cada um dos personagens de A a Z possuem uma ilustração, um pequeno texto de apresentação e a identidade monstruosa que para mim foi o mais divertido.

Vou deixar aqui a identidade de um náufrago não muito conhecido e da sereia mais famosa do país, quiçá das Américas.
Personagem:
“Nome Popular: Homem dos Pés de Louça.
Altura: Quase 2 m.
Peso: De um armário de cozinha.
Outras características físicas: Porte Atlético.
O que come: Peixes.
Onde vive: Na praia.
Região do Brasil: Sudeste.
Costumes: Contar a história do naufrágio de seu navio para as sereias.
Curiosidades: Coleciona artesanato feito de conchinhas.”

 Personagem 2:
“Nome Popular: Iara.
Altura: De uma penteadeira de salão de beleza.
Peso: De uma vitória-régia.
Outras características físicas: Tem cintura fina.
O que come: Frutas silvestres.
Onde vive: Em uma caverna no fundo do rio.
Região do Brasil: Todas.
Costumes: Tomar sol esticada nas pedras do rio.
Curiosidades: Conversa com os peixes.”

 “O Ministério dos Pesadelos adverte: Ver monstros no escuro, debaixo da cama, no corredor ou dentro do armário é improvável. No entanto, se isso acontecer com você, avise-nos.”


Me diz qual personagem do folclore você mais gosta ou mais tinha medo quando criança.

Adquira seu livro aqui 🔜 Amazon

Beijos



Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Cultura Pocket - desde 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Linezzer Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo