ULTIMAS POSTAGENS

ENOLA HOLMES: O CASO DO MARQUÊS DESAPARECIDO


Oi pocktes!!
Hoje vamos falar de um livro que se tornou um dos mais comentados nos últimos dias, Enola Holmes - O caso do Marquês Desaparecido.
Este livro foi adaptado e estreou na Netflix no dia 23 de setembro, caindo rapidamente no gosto popular. Isso porque o elenco está repleto de atores já conhecidos do publico como Millie Bobby Brown (Enola Holmes), Henry Cavill (Sherlock Holmes), Sam Claflin (Mycroft Holmes), Helena Bonham Carter (Eudoria Holmes) e Louis Partridge (Tewkesbury)
Vamos dar uma olhadinha na sinopse e ficha do livro antes continuarmos.

Titulo: O caso do Marquês Desaparecido (Enola Holmes #1)
Autora: Nancy Springer
Editora: Verus
Ano: 2020
Nº de páginas: 179
Classificação: 3,9

Sinopse: Entre disfarces e fugas, a irmã de Sherlock Holmes vai nos mostrar que o sangue investigativo também faz parte dela. Mas será que Enola será capaz de decodificar as pistas necessárias e finalmente encontrar sua mãe?
Em Enola Holmes: O caso do marquês desaparecido, Enola Holmes — irmã do famoso detetive Sherlock Holmes — descobre no dia de seu aniversário de catorze anos que sua mãe desapareceu. Por conta dessa descoberta, ela embarca em uma viagem a Londres em busca de pistas que indiquem o paradeiro da mãe. Mas nada poderia preparar Enola para o que a espera na cidade grande.

Ao chegar, ela se vê envolvida no sequestro de um jovem marquês. E, no meio de toda a trama, ainda é obrigada a fugir de vilões assassinos e tentar se esquivar de seus astutos irmãos mais velhos — tudo isso enquanto reúne pistas sobre o estranho desaparecimento de sua mãe.

Porém, nessa busca por sua mãe, ela conta com aliado muito importante: um caderno de mensagens cifradas deixado pela mãe. Ele será seu companheiro em todas as aventuras e confusões em que a astuta Enola irá se meter.

Enola Holmes: O caso do marquês desaparecido deixa claro que a busca por aquilo que amamos nunca é em vão e os caminhos que devemos percorrer nessa jornada nem sempre serão suaves.

                                      

Resenha: O livro começa no dia em que a personagem Enola completa 14 anos, Enola e a filha mais nova da família Holmes, e viveu praticamente toda a vida somente com a mãe pois, seu pai morreu quando ela tinha quarto anos e seus irmão, Mycroft e Sherlock Holmes, bem mais velhos que ela, não retornaram a propriedade após a morte do pai.  Sua mãe, Eldoria Holmes, não está em casa e deixou orientação para que fosse entregue a Enola um kit de desenho além de um exemplar do livro "O significado das flores" e um livro menor sobre criptografia.

A principio a ausência da mãe não surpreende a jovem, já habituada as ausências da mãe, que costuma passar longas horas fora fazendo aquarelas das plantas da propriedade em que moram. Porém desta vez a mãe demora mais que o habitual a retornar, fazendo com que a jovem se veja "obrigada" a sair embaixo de chuva em busca da mãe. Como não encontra nada que indique o paradeiro da mãe Enola envia a polícia a notificação de seu desaparecimento bem como um telegrama aos irmãos em Londres.

A mãe desaparecida de Enola faz parte do movimento sufragista e tentou criar a filha com pensamentos revolucionários e independentes, além disso ela sempre gostou de criptogramas  e será desta forma que ela deixará pistas para a filha que a ajudará a descobrir o paradeiro da mãe e também a encontrar seu próprio caminho no mundo.


"Enola, que de trás para frente é alone, ou seja, sozinha. (...) Em todo caso quase que diariamente ela me dizia: "Você vai se sair muito bem sozinha Enola"

Este livro que na realidade e o primeiro de uma série pulicada pela autora Nancy Spring, publicado de 2006 a 2010, e que conta com mais cinco obras. todas já traduzidas para o português.

Enola Holmes

1 - O caso do marquês desaparecido (2006)
2 - O saco da senhorita canhota (2007)
3 - O caso dos buquês bizarros (2008)
4 - O Caso do estranho leque rosa (2008)
5 - O Caso da crinolina misteriosa (2009)
6 - O caso do Adeus cigano (2010)

Logo no inicio da historia percebemos que a autora cria todo um universo para o personagem icônico criado Arthur Conan Doyle, Sherlock Holmens. 

Sabe aquelas coisas que quando você lê fica pensando, quem é este homem? Aqui vamos conhecer um pouco, como ele se relaciona com a família, que Sherlock é o filho me meio e portanto não é o herdeiro das  terras e talvez até os títulos da família. Outra menção curiosa feita pela autora esta relacionado a Arthur Conan Doyle, que acreditava ser possível se comunicar com os mortos e era amigo do ilusionista Harry Houdini.

"Londres, onde famosos faziam sessões espírita para se comunicar com os mortos, enquanto outros famosos tentavam explicar cientificamente como um espírita fez para levitar, sair pela janela e entrar na carruagem que o esperava."

                                        

A ventura criada pela escritora no primeiro livro da serie é muito divertida, a leitura e fluida e rápida, a jovem Enola romantiza a cidade de Londres e se vê bem chocada com a triste realidade da cidade, repleta de pobreza, mendigos crianças sujas e velhos abandonados. Mas algo que eu gostei muito e que a jovem não é uma super heroína, ela é inteligente esperta e tem bastante sorte, além de poder contar com um fundo financeiro "desviado" pela mão para que Enola pudesse herdar algum dinheiro e desta forma ter a liberdade que a mão julgava que toda mulher tem direito.

Filme: Claro que assim que terminei a leitura corri para a Netflix para assistir a adaptação, e apesar das diferenças entre as historias ambas, livro e filme, entregam uma ótima historia. O pontos que talvez não me agradaram de todo estão relacionados a justificativa para o sumiço da mãe, Eldoria Holmes, no livro percebemos que após perceber que já tinha cumprido seu papel materno e providenciado certa independência financeira para Enola, Eldoria opta por seguir seu caminho. No filme seu sumiço e justificado pelo seu envolvimento em uma trama maior politica e revolucionária.

A relação entre elas também teve uma alteração, no livro Enola relata que elas não são próximas, já no filme elas são cumplices, amigas e muito, muito próximas.

O filme  também sugere um envolvimento romântico entre Enola e o Marques, coisa que no livro seria bem dificil de acontecer á que a Enola do livro tem 14 anos e o marques apenas 12.

É claro que a participação e envolvimento  de Sherlock no filme também é bem mais intenso que no livro, aqui sem reclamações já que seria uma maldade um filme com Henry Cavill em que ele aparecesse pouco.
A ordem dos acontecimentos tem algumas alterações mas isto acaba dando mais ritmo ao filme, e a própria Enola está bem mais preparada fisicamente no filme, enquanto do ponto de vista racional ela se prepara bem melhor no livro deixando a mão alimentos, transporte dinheiro.

No geral eu gostei muito e espero sinceramente que a Verus traga todos os livros da serie nesta versão que com certeza lerei todos.

E você gostou do filme ou do livro?
Já conhecia este serie da Enola?

Vamos conversar ai nos comentários.

Beijos







Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Cultura Pocket - desde 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Linezzer Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo