ULTIMAS POSTAGENS

AIMEE OLIVEIRA - #EuLeioNacionaisCP

Oi Pockets!
Tudo bem com vocês?
Chegamos ao meio do ano e temos mais um rostinho para mostrar a vocês. O rosto é o da Aimee Oliveira, nossa autora do mês de junho.
Vamos descobrir um pouquinho sobre ela e suas obras, não só por esse post, mas também no IG durante esse mês. Lembrando que estamos lendo um livro dela no grupo #EuLeioNacionaisCP.

Aimee por Aimee
Aimee significa amada em francês, fora isso de francesa não tem nada. Formada em Moda sem ser fashion, roteirista em formação e sempre atenta a reprises de seus filmes favoritos na televisão. Vive em São Gonçalo, Rio de Janeiro.
Teve seu primeiro romance, “Pela Janela Indiscreta”, publicado em 2014, ganhou o prêmio Wattys em 2015, participou das coletâneas “Amores Improváveis”, “Mundos Paralelos” e “A matemática relações humanas” respectivamente em 2016, 2017 e 2018.
Em 2019, lançou “Invisível” e decidiu publicar seu primeiro romance na Amazon, “Romance Concreto”, que conta a história de uma blogueira decadente tentando criar um cãozinho entre outros desastres do mundo real.

Quando e por que começou a escrever?

No meu primeiro dia de faculdade (tímida demais para fazer amigos) e para não esquecer os romances que imagino na minha cabeça comecei a escrever.
Como começou a postar no Wattpad? E na Amazon?
Em 2014, no ano que lancei meu primeiro livro físico, Pela Janela Indiscreta, que eu postava no Orkut, já não existia mais Orkut, então, senti a necessidade de achar outra plataforma pra repostar meus livros, foi assim que achei o Wattpad e foi como voltar pra casa. Amo conversar com os leitores enquanto posto os livros, acho uma experiência muito preciosa. Mas como alguns dos leitores migraram para a Amazon, resolvi testar a plataforma publicando Romance Concreto. Fiquei muito contente com a descoberta, até porque achei muito chique as pessoas poderem ler meu livro no Kindle. Hahaha.

Compre aqui

Qual foi o maior obstáculo que você já enfrentou ou enfrenta para se tornar escritora?
Acho que a luta diária para ser reconhecida pelo mercado é algo bem complicado às vezes, mas que facilmente se paga quando vejo ou converso com um leitor que gostou do meu livro.

Como é a publicação independente e a publicação por uma editora?
Acho que com a publicação independente o autor tem mais controle sob sua obra, mas, em contrapartida, também muito mais responsabilidades. É bom fazer tudo do jeitinho que você quer, mas também é difícil angariar fundos pra que isso aconteça. Já na publicação tradicional, a editora fornece alguns dos serviços que você precisaria contratar por fora (revisão, diagramação, capa etc.) na publicação independente. Eu encaro como um investimento da editora no seu livro, então a expectativa de corresponder a esse investimento (pelo menos pra mim) é bastante alta. Mas acredito que os dois tipos de publicações são bacanas.

Compre aqui

Como funciona o processo criativo para você?
Funciona com muita disciplina, tentando escrever todos os dias, até mesmo nos que não me sinto tão inspirada, mas torcendo pra que a inspiração chegue quando menos se espera.

Quais os escritores que influenciam seu modo de escrever?
Gosto muito da Marian Keyes, é minha autora favorita, mas acho que ela me influencia mais como pessoa do que no meu modo de escrever. Embora o jeito como ela consegue falar sobre temas pesados com leveza seja algo que eu admiro muito nos livros dela e sonho um dia poder fazer com os meus.

Compre aqui

Quando está criando uma história você cria uma playlist para ajudar neste processo?
Eu não consigo escrever ouvindo música, mas geralmente penso em uma canção pra embalar cada capítulo que escrevo. Vou montando a playlist capítulo a capítulo, conforme vou escrevendo, mas só ouço quando a escrita em si já terminou.

Algum dos seus personagens é inspirado em você ou em amigos? Se sim qual?
Não me baseio em ninguém específico. Tenho receio de ofender alguém se fizer algo assim. Além do mais, pra mim, uma das maiores graças de escrever é inventar um mundo completamente novo.

Quantos livros você já publicou?
Compre aqui

Alguns! Pela Janela Indiscreta em 2014 pela Com Arte, sendo a segunda edição em 2015 pela Editora Garcia. Em 2016 fiz parte da coletânea Mundos Paralelos, lançada pela finada revista Mundo Estranho da Editora Abril.  Em 2017 participei da coletânea Amores Improváveis – no colégio, lançada pela Editora D’Plácido e em 2018 da coletânea A Matemática das Relações Humanas, lançada pela Duplo Sentido Editorial, que também lançou Invisível no ano na FLIPOP do ano passado!

Qual o livro favorito entre os que publicou?
Acho que Invisível, por ser o que a história de publicação mais longa. Acho que foi uma verdadeira vitória quando ele saiu, no ano passado!

Compre aqui

Quais canais usa para divulgar seu trabalho?
Todos! Meus favoritos são o Instagram e o Twitter, mas também mantenho um grupo de leitores e uma página de escritora no Facebook. Tento, na medida do possível, me fazer presente em todas as redes na esperança se conseguir cativar novos leitores para os meus livros.

O que podemos esperar para o futuro em termos de história?
Estou terminando de escrever um livro e começando um conto. Acho que o próximo passo é cruzar os dedos e torcer para que uma editora queira me publicar!

Como você sente que as pessoas têm recebido os novos autores?
Compre aqui

Eu, pessoalmente, me sinto bem recebida e fico muito grata por cada novo leitor que aparece no meu caminho. Espero que seja assim para todos os escritores também!

Acha importante o autor buscar se profissionalizar?
Muito! Acho que só assim a gente consegue entender o mercado com mais clareza e aprimorar nosso talento o máximo possível.

Qual a característica mais marcante da sua escrita?
O humor, eu acho (e espero).

O que são seus leitores para você?
Em muitos dias são a razão de eu levantar da cama e sentar a bunda na cadeira pra trabalhar.

O que de melhor e de pior a escrita te trouxe?

Melhor: pessoas se divertindo com meus livros. 

Pior: Diversas crises de ansiedade.


PING PONG
Cor? Rosa (e marrom!)
Filme? Frances Ha
Série? Gilmore Girls
Música? Pop
Cantor(a)? Lana del Rey
Raiz ou Nutella? Nutella (com pão!)
Dia ou noite? Dia!
Frio ou calor? Frio!
Livro físico ou e-book? Ambos. E quanto mais melhor 😊
Casar ou comprar uma bicicleta? Eu já tenho uma bicicleta, então...
Ficção ou Não-ficção? Ficção!
Viajar ou ficar em casa? No meio dessa pandemia FICAR EM CASA o máximo possível.
Gato ou cachorro? Um chihuahua chamado Django.
Fast Food ou Comida caseira? Comida caseira, pra não precisar fazer ninguém sair de casa no meio da pandemia.

Espero que gostem da Aimee e que os livros dela possam encantar vocês.

Beijos,




Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Cultura Pocket - desde 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Linezzer Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo