ULTIMAS POSTAGENS

UMA DAMA FORA DOS PADRÕES - HORA DO CHÁ

Às vezes você encontra o amor nos lugares mais inesperados...

Oi Pockets! Preparados para hora do chá?
Este chá é especial pois em se tratando de romance de época, esta é uma das autoras que eu mais gosto. Apesar de ela não se ater muito a atos históricos e sim ao comportamento social as mocinhas desta autora sãos sempre surpreendentes e muito a rente de seu tempo.
Quem acompanha esta autora, e até quem não acompanha, já deve ter ouvido falar de uma tal família Bridgerstons. Esta foi a primeira serie publicada no Brasil pela editora Arqueiro. Começou de vagar mas foi ganhando espaço pois, depois de ler o primeiro é praticamente impossível não querer ler os outros.

Título: Uma dama fora dos padões
Autora: Julia Quinn
Editora: Arqueiro
Ano: 2018
Nº Páginas: 272
Classificação: 4

Sinopse: Todos esperam que Billie Bridgerton se case com um dos irmãos Rokesbys. As duas famílias são vizinhas há séculos e, quando criança, a levada Billie adorava brincar com Edward e Andrew. Qualquer um deles seria um marido perfeito... algum dia. Às vezes você se apaixona exatamente pela pessoa que acha que deveria... Ou não.Há apenas um irmão Rokesby que Billie simplesmente não suporta: George. Ele até pode ser o mais velho e herdeiro do condado, mas é arrogante e irritante. Billie tem certeza de que ele também não gosta nem um pouco dela, o que é perfeitamente conveniente. Mas às vezes o destino tem um senso de humor perverso... Porque quando Billie e George são obrigados a ficar juntos num lugar inusitado, um novo tipo de faísca começa a surgir. E no momento em que esses adversários da vida inteira finalmente se beijam, descobrem que a pessoa que detestam talvez seja a mesma sem a qual não conseguem viver. (Skoob)



O curiosos deste livro e que esta história vai se passar muito antes dos eventos que acompanhamos na serie "Os Bridgerstons".
Aqui a família em questão são "Os Rokesys", porém a nossa mocinha é sim uma Bridgerstons, e uma bem incomum. Billie Bridgerstons decididamente não se comporta como uma dama ela é um espirito livre. Porém a proximidade entre as famílias e sua amizade com os irmão Edward e Andrew sempre sugeriu que quando a hora chegasse ela escolheria um deles para marido. O que ninguém esperava era que um evento totalmente improvável acabasse por colocar o George o irmão mais velho em situação que pode mudar completamente a forma como Bille e George se veem.

Ela era dona de um sorriso largo e uma risada contagiante, e Deus do céu, como era possível que ele fosse a única pessoa na Inglaterra que parecia perceber o perigo que ela representava para a humanidade?

Conhecemos a jovem Billie, uma jovem nada convencional, ela administra a propriedade da família,  vive de calças de montaria para desgosto da mãe, cuida da supervisão das plantações e das necessidades dos seus arrendatários. Ela é atrevida, cabeça dura, inteligente, que adora ler sobre as melhorias para produção agrícola.
O lado aventureiro de Billie combina com Andrew e Edward Rokesbys, e todos acreditam que ela irá se casar com um deles, mas logo no inicio da história já temos Billie em apuros, por simplesmente tentar salvar um gato numa árvore e maldito gato já que ela nem gosta de gatos. Porém o gato não queria ser salvo e acaba atacando Billie que cai junto com o gato encima do telhado distante de tudo e acaba torcendo o tornozelo. 
E para seu desagrado, sua única chance de ajuda é seu vizinho George Rokesbys que se acha superior a ela, por ser mais maduro, porém ao ser seu "herói" a relação entre eles começa a mudar.

Mesmo naquela época, ela já sabia que não era como as outras garotas. Não queria tocar piano ou costurar. Queria estar ao ar livre, voar na garupa de seu cavalo, a luz do sol dançando pela sua pele enquanto seu coração pulava e corria com o vento. Ela queria levantar voo.

Nosso herói é um homem de suspiros (rsrs), George Robeskys é  Visconde de Kennard e futuro responsável pela propriedade dos Robeskys, e por ter ser o mais velho e o único que ficou em casa. Ele compreende suas responsabilidades, mesmo que veja seus irmãos tendo aventuras que ele nunca pode participar. 
George é um homem sério, não gosta de futilidades, mas ao conhece-lo percebemos os tom ácido, a língua afiada e perspicaz. Ele é um lorde, e que mesmo discorde das atitudes de Billie, ele consegue ver nela, o que os outros irmãos não veem. 
George é um homem forte, de fibra, moral e caráter impecável, que acima de tudo valoriza a família e seu legado. É um verdadeiro cavalheiro e mesmo sentido falta de ter sua aventura, segue seus princípios como herdeiro.

Ele tocou o rosto dela, e olhou em seus olhos.E viu seu mundo todo lá

Billie e George nunca forma amigos e nem próximos devido a diferença de idade e principalmente pelas diferenças existente entre eles, mas a situação do gato muda isso, pois eles começam a conviver mais, principalmente pelo fato de George ser o único Robeskys que está em casa, mesmo com Andrew presente por pouco tempo em casa, Billie começa a perceber como George é espirituoso. 
George e Billie não querem nada um com outro, pensam que não suportam dividir o mesmo espaço, mas quando o primeiro beijo acontece, o clima muda. Mesmo continuando as encrencas e os debates verbais entre eles, as chamas do amor fala mais alto. 
E o interessante entre eles, é que existe cumplicidade. Mesmo com pensamentos diferentes eles tem essências iguais, pois acreditam na responsabilidade pela família e pelos os colonos que estão sobre sua proteção, defendem suas ideias com unhas e dentes. Juntos eles felicidade, que nos fazem rir com seus debates acalorados, e o transbordar do amor deles nos faz acreditar em um amor onde os dois querem o bem de quem está próximo. 


Uma dama fora dos padrões retoma a escrita incrível da Julia Quinn, que cria personagens principais e secundários que nos faz querer que eles sejam reais, além disso, voltar ao mundo dos Bridgerstons é magnifico, porque é uma família de personalidade.

Vocês já leram algo da Julia Quinn? Conhecem os Bridgerstons? Fale para nós sua opinião. Deixe Amor, e nos indique romance de época que você adorou ler.


Beijos até mais..

9 comentários:

  1. Olá! Nossa, que curioso... Lá no Além temos uma A Hora do Chá também! Nunca tinha visto outro blog com uma coluna dessa.
    Bem, com tantos romances de época, eles precisam de um canto só deles.
    Eu já li esse livro e adoro a Billie. Ela é uma mocinha tão pra frente e é até engraçado ver ela e o George se apaixonando. O bom dessa série é que ela vai melhorando a cada livro. E a gente vai ficando ansiosa pelo próximo haha. Beijos
    https://almde50tons.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  2. Não conhecia a escrita da Júlia Quinn, uma dama fora dos padrões e uma personagen que nos conquista , já quero muito fazer essa leitura.

    ResponderExcluir
  3. Ainda não comecei a ler a série de os Bridgerstons, mas ando muito curiosa pela escrita da Julia Quinn. Amo demais romances de época e adoro essa pegada forte que ela e a Loretta Chase imprimem em suas mocinhas! =D

    Amei sua resenha! Fez a minha lista de desejados aumentar um pouquinho mais! srsr

    ResponderExcluir
  4. Julia Quinn é diva. Não li Uma Dama fora dos padrões, gosto demais em como ela conseguiu mesclar os Brigertons em outras séries.
    Billie ♥ ♥ já to amando ela sem ter lido o livro

    ResponderExcluir
  5. Já li muitas resenhas elogiando a Júlia Quinn, mas ainda não tive oportunidade de conhecer a sua escrita. É algo que pretendo fazer em breve. Estou curiosa para conhecer os Bridgerstons e os demais personagens.

    Bjs!

    ResponderExcluir
  6. Olá Jussara,

    Com certeza eu vou amar esse livro, pois ele tem tudo que amo em uma história. Já li os 4 primeiros volumes dos Bridgertons e preciso muito ler o restante, pois simplesmente amei a escrita da Julia, que conseguiu me prender. Que bom que existe companheirismo nos personagens e que os secundários também aparecem bem. Amei demais o post, arrasou!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Nunca li nada da autora, mas tenho curiosidade, pois só vejo comentários positivos sobre a autora. E confesso que sua resenha me animou bastante.

    ResponderExcluir
  8. Ju, que gracinha de capa que tem esse livro! Bom, não é meu estilo de literatura preferido. Na verdade, nunca nem li um romance de época. Mas, é tanta gente no nosso meio que curte, e que fala tão bem, que tenho curiosidade de ler algum que não seja muuuito clichê e não faça parte de uma série! hehehehe
    Beijão

    https://www.facebook.com/groups/345354805845953/permalink/928728674175227/

    ResponderExcluir
  9. Oi!!! Sempre escuto falar muito bem dos livros dela, mas ainda não li. Amei sua resenha, vou anotar o nome do livro aqui para as próximas leituras!

    ResponderExcluir

© Cultura Pocket - desde 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Linezzer Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo