ULTIMAS POSTAGENS

20 DE NOVEMBRO - DIA DA CONSCIÊNCIA NEGRA

Bom dia, Pockets!!!
"Os negros no Brasil nascem proibidos de ser inteligentes." (Paulo Freire)
Fonte: Cartaz feito pelos alunos do IFAP -  Campus Porto Grande para Evento da Consciência Negra

Tudo bem com vocês? Andamos sumidos, mas é a correria de final de ano. Mas hoje vamos falar um pouco sobre o dia da Consciência Negra, um dia marcado de história para os negros.

O Dia da Consciência Negra é comemorado em 20 de novembro em todo o país. A data homenageia Zumbi, um africano que nasceu livre, mas foi escravizado aos seis anos de idade. Mais tarde ele voltaria para sua terra natal e seria líder do Quilombo dos Palmares. Zumbi morreu em 20 de novembro de 1695.

O objetivo do Dia da Consciência Negra é fazer uma reflexão sobre a importância do povo e da cultura africana no Brasil. Também serve para analisarmos o impacto que tiveram no desenvolvimento da identidade cultural brasileira. (Fonte: Callendarr)
"Eu tenho um sonho. O sonho de ver meus filhos julgados por sua personalidade, não pela cor de sua pele." (Martin Luther King Jr.)
Fonte: Cartaz feito pelos alunos do IFAP -  Campus Porto Grande para Evento da Consciência Negra
A música, a política, a religião e a gastronomia entre várias outras áreas foram profundamente influenciadas pela cultura negra. Este é um dia de comemorar e valorizar a cultura afro-brasileira.
O Dia da Consciência Negra foi estabelecido pelo projeto Lei nº 10.639, no dia 9 de janeiro de 2003. No entanto, apenas em 2011 a presidente Dilma Roussef sancionou a Lei 12.519/2011 que cria a data, sem obrigatoriedade de feriado. No entanto, atualmente, o Dia Nacional da Consciência Negra é considerado feriado em mais de mil municípios. (Fonte: Callendarr)
"Enquanto imperar a filosofia de que há uma raça Inferior e outra superior, o mundo estará permanentemente em guerra!" (Bob Marley)

Fonte: Cartaz feito pelos alunos do IFAP -  Campus Porto Grande para Evento da Consciência Negra

No período do Brasil colonial, Zumbi simbolizou a luta do negro contra a escravidão que sofriam os africanos. Zumbi morreu enquanto defendia a sua comunidade e lutava pelos direitos do seu povo.
O Quilombo dos Palmares, localizado no atual estado de Alagoas, liderado por Zumbi, formavam a resistência ao sistema escravocrata que vigorava. Ali os negros escravizados recuperavam sua liberdade, preservavam a cultura africana na colônia e viviam do plantio e do comércio realizado com cidades próximas.
"Nossa pretensão é de uma sociedade não racial. Não é uma questão de raça; é uma questão de ideias." (Nelson Mandela)
Fonte: Cartaz feito pelos alunos do IFAP -  Campus Porto Grande para Evento da Consciência Negra
O assassinato de Zumbi o transformou num mito entre os africanos escravizados e sua história foi passando de geração em geração.
Zumbi lutou até a morte contra a escravidão, que só terminaria em 13 de maio de 1888, com a abolição oficial da escravatura no Brasil, cerca de 193 anos após sua morte.(Fonte: Callendarr)
Filho de africanos escravizados e nascido nesse quilombo, Zumbi foi educado por um sacerdote e depois retornou ao seu local de nascimento. Ali, lutou para que o quilombo não fosse destruído pelos colonizadores que consideravam um perigo aquela reunião de negros libertos.

Em 1695, com 40 anos, Zumbi foi assassinado pelo capitão Furtado de Mendonça, a mando de Domingos Jorge Velho. Foi decapitado e sua cabeça levada para Recife onde ficou exposta em praça pública.

 "Não lutamos por integração ou por separação. Lutamos para sermos reconhecidos como seres humanos." (Malcon X)
Fonte: Cartaz feito pelos alunos do IFAP -  Campus Porto Grande para Evento da Consciência Negra
Esse é apenas um pouco sobre o surgimento do Dia da Consciência Negra, um dia para ser de reflexão sobre todos dos sofrimentos que os negros passaram, apenas pela cor da sua pele. O dia da Consciência Negra é dia 20 de Novembro, mas no IFAP - Campus Porto Grande, a temática já foi levantada desde hoje dia 19/11 com a abertura dos jogos internos, onde teve desfile da bandeira por alunos e alunas negras, assim como os cartazes espalhados pelo Instituto. Amanhã acontecerá um evento sobre o dia da Consciência Negra.

Fonte: Cartaz feito pelos alunos do IFAP -  Campus Porto Grande para Evento da Consciência Negra
Algumas indicações de livros sobre a temática:
 
 
E para quem tiver interesse, o livro O sol é para todos é uma leitura coletiva a qual a Jussara e eu estamos participando, e Kindred é leitura coletiva do nosso Blog, que terá inicio agora em novembro dia 26/11. Caso tenha interesse, só entrar em contato com a gente pelo instagram (@pocketcultura). 
Espero que tenham gostado, é apenas uma contribuição com a Cultura e a luta de um povo que a anos vem lutando por seus direitos de igualdade. E um amostra do talentos dos alunos do IFAP - Campus Porto Grande.
Fonte: Cartaz feito pelos alunos do IFAP -  Campus Porto Grande para Evento da Consciência Negra
Beijos, até a próxima. 



Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Cultura Pocket - desde 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Linezzer Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo