ULTIMAS POSTAGENS

A SOCIEDADE LITERÁRIA E A TORTA DE CASCA DE BATATA

Boa Tarde, Pockets!
Fonte: Google imagens
Tudo bem pessoal? Hoje vinhemos falar sobre um filme maravilhoso que a Netflix liberou recentemente, e que teve bons comentários. E claro como o título fala de leitura e o sinopse também fala de um clube de leitura nos chamou logo a atenção.
O filme não foi todo como esperávamos, mas é muito interessante, e por isso trouxemos para vocês.


Título: A Sociedade literária e a torta de casca de batata
Título Original: The Guernsey: Literary & potato peel pie society
Direção: Mike Newell
Ano de produção: 2018
Duração2h 4m
Lançamento no Brasil: 10 de agosto
Elenco: Lily James, Michiel Huisman, Matthew Goode, etc.
Classificação: 4

Sinopse: Juliet Ashton (Lily James) é uma escritora na Londres de 1946 que decide visitar Guernsey, uma das Ilhas do Canal invadidas pela Alemanha durante a Segunda Guerra Mundial, depois que ela recebe uma carta de um fazendeiro contando sobre como um clube do livro local foi fundado durante a guerra. Lá ela constrói profundos relacionamentos com os moradores da ilha e decide escrever um livro sobre as experiências deles na guerra.

RESENHA:

A história começa mostrando um grupo se divertido, mas logo são pegos por soldados alemães, e tem que responder o que estão fazendo, e nisso falam que estão fazendo um clube de leitura. Mas são indagados se estão registrado, pois devido a ocupação na cidade de Guernsey, todas as atividades e até mesmo os alimentos deveriam ser registrado para que os cidadãos pudessem ter acesso.

E como forma de não serem punidos, afirmaram que estavam no clube e o nome do grupo ficou Sociedade literária e torta de casca de batata, porque a batata era um dos únicos produtos que estavam na lista dos alemães, e nisso o clube foi fundado, o grupo teve que fazer reunião com participação de um soldado para validar sua atividade, e eles faziam interpretação incríveis das leituras, pois todos eram amantes de leitura, e mesmo que tivessem apenas uma pessoa em comum entre eles, que era a Elizabeth, que era uma defensora ferrenha dos direitos dos cidadãos. 
Fonte: Clube de Leitura (google imagens)
Depois disso a cena muda para outro cenário, e conhecemos a história de Juliet Asthon, que é uma escritora famosa, mas que perdeu os pais na guerra, e percebemos um certo receio de tomar algumas decisões na vida. Mostra ela andando com seu editor e indo a divulgação de seu livro e participando de grupos de leitura.

Juliet embora seja uma excelente escritora, tem em si um pouco de medo e timidez para decidir dar uma passo em frente da sua vida, não consegue decidir onde comprar uma casa, desde que perdeu a sua na guerra e vive numa pensão. Tem um romance, mas não pare ter um amor intenso como seu companheiro. 

E como Juliet, está sem ideias para seu próximo livro, ela acaba encontrando numa carta, que recebe de Dawsey Adams, que vive em Guernsey, uma chance de escrever seu livro e com uma história incrível, devido ao clube de leitura, que foi criado na guerra.
Fonte: Desfile dos soldados (Google imagens
Juliet acaba indo para Guernsey, mesmo sem convite, e nisso acaba conhecendo o vilarejo de Guernsey e seus habitantes, em especial os integrantes do clube de leitura, ela inicia com a participação no clube e com interpretação de alguns clássicos. O debate e as obras citadas no filme são excelentes, e ver a discussão entre eles sobre as leituras é uma declaração de amor aos leitores.

Mas nem tudo são flores, Juliet acaba se aproximando de Dawsey, e mesmo existindo uma ligação não podem se envolver, pois Juliet está noiva e Dawsey e seu grupo esconde um secreto. Juliet ao perceber, acaba por começar uma investigação sobre o que realmente aconteceu com Elizabeth, já que os outros membros do grupo não falam. 
Fonte: Divulgação do livro e participação em clube de leitura (Google imagens)
A história narra de forma leve a questão da guerra, expondo alguns relatos e cenas quando contado por Dawsey e lembrada por Juliet, embora saibamos que esse período foi triste e violento. Juliet encontra  em Guernsey uma realidade diferente da sua e encontrando amigos.

O filme mostra a aproximação de pessoas, que não tinha nada em comum, mas que através da leitura se aproximaram e que acabaram dividido seus gostos literários, e que mesmo com o impacto da guerra, tentaram criar um "mundo" onde tivessem uma paz do que estava acontecendo.


O filme é muito bom, embora para o tempo do filme, acredito que faltou falar um pouco mais sobre o que a guerra acabou trazendo para os integrantes do clube, faltou explorar um pouco mais alguns personagens. Mas a diagramação e o conteúdo sobre as obras literárias estão incríveis.
Fonte: Skoob - Capa do livro publicado em 2009, pela Rocco



E não sabíamos, mas quando foi realizada uma pesquisa sobre o filme, descobrimos que tem o livro com o mesmo nome do filme e que é escrito por duas autoras (Mary Ann Shaffer e Annie Barrows).
E mais interessante ainda é que a autora Mary Ann faleceu em 2008, aos 73 anos e não viu o sucesso que seu livro teve, e nem conheceu essa adaptação maravilhosa do seu livro.
"A sociedade literária e a torta de casca de batata recupera um mundo que se perdeu entre os escombros da guerra, feito de camaradagem e solidariedade, delicadeza e simpatia. Nele, a guerra – e a morte – é vencida por um batalhão de personagens igualmente sensíveis e sedutores, que conduzem os leitores pelas mãos, através de um narrativa, humana e marcadamente feminina, até o fim."

Espero que tenham gostando, e super indicamos o filme e para quem tem interesse procure também o livro.

Fique com o trailer do filme:


Beijos!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Cultura Pocket - desde 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Linezzer Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo