ULTIMAS POSTAGENS

RESENHA DE FILME - SOMOS TODOS IGUAIS

Oi pessoal, como vocês estão?
Eu tô muito bem e hoje vim falar de uma coisa que eu amo... Filmes!!!!
Poís é, desta vez uma drama baseado em fatos reais e capaz de levar você as lagrimas...

Filme: Somos Todos Iguais
Título Original: Sam Kind of Different as Me
Direção: Michael Carney
Ano de Produção: 2017
Estreia no Brasil: 03 de Fevereiro 2017
Duração: 119m

Sinopse: Deborah Hall (Renee Zelweger) é uma mulher religiosa que está lutando contra um grave cancer. Casada com Ron (Greg Kinnear), um negociante de arte reconhecido internaconalmenete, ela insiste para que o marido se aproxime de Denver (Djimon Hounsou), um perigoso mendigo com um passado de sofrimento e exploração. Para salvar seu casamento, Ron tenta fazer amizade com Denver, mas, os sonhos escondidos de Deborah podem enviá-los em uma direção incerta.


Sabe quando você começa a asistir um filme sem qualquer expectativa? Pois é foi bem assim que comecei este, para falar a verdade tive até dificuldade de reconhecer a atriz Renee pois a mudança que aconteceu com ela depois da perda de peso foi muito grande.
Mas como o convite veio de Marido, que raramente assiste este tipo de filme, topei claro.
A história se inicia meio que de trás ara frente pois você vai conhecer o Ron antes mesmo de saber quais os acontecimentos precederam a cena inicial.
Ron é um famoso negociante de artes com uma familia perfeita que durante um evento em que a esposa e filhos estão presentes é confrontado  a contar a esposa que esta mantendo um relacionamento extraconjugal. Ao contrario do que possamos pensar apesar de este fato ser decisivo nos próximos acontecimentos ele é apenas o pontapé da história.
Apesar de a descoberta deixar muito abalada, Deborah resolve perdoar o marido Ron, mas é claro que ela tem um plano para fazer Ron se redimir.



Como é muito religiosa Deborah leva Ron a ajuda-la em um abrigo que ela trabalha como voluntária, desta forma o esposo para agrada-la acaba se envolvendo com as atividades e moradores o lugar e principalmente com Denver um sem teto que é muito arredio e agressivo.
Denver é um homem marcado pela desilusão e sofrimento incapaz de se perdoar pelas coisas que fez mas que aos poucos vai se abrindo ao casal, fazendo deles amigos.
Um filme realmente tocante, com varios dramas interligados, como o preconceito racial e social, os realacionamentos entre pais e filhos e entre mardo e mulher.
E sabe o que deixa a gente ainda mais impactado e descobrir no final que a história e baseada em fatos reais.


Denven ( Djimon Houns)  Ron Hall (Greg Kinnear)
Denven -  Ron Hall


Não é uma grande produção mas é aquele tipo de filme que faz você continuar pensando quando sobem os créditos.

Gostou da minha dica de filme e quer dar uma olha no trailer? Então confere ai:



Beijos e até a proxima!!!




6 comentários:

  1. Sim, gostei e assisti realmente um filme maravilhoso de grande lição.

    ResponderExcluir
  2. Sim, gostei e assisti realmente um filme maravilhoso de grande lição.

    ResponderExcluir
  3. muito bão o firme! Paraabens

    ResponderExcluir
  4. Renée Zelweger está diferente não porque perdeu peso... Mas sim por causa da cirurgia de pálpebra. De qualquer modo, um filme interessante de ser visto.

    ResponderExcluir
  5. Eu acho que faltou uns detalhes nessa resenha, mesmo sendo muito boa, não se trata de religiosidade da esposa (tem muitos religiosos que não fazem nada) mas sim de um amor ao pŕoximo, a mensagem central é que apesar de sermos todos diferente, somos todos iguais! Um pouco de amor ao semelhante, principalmente os mais sofridos e carentes poder significar mudanças extraordinárias na vida dessa pessoa mais tarde!

    ResponderExcluir

© Cultura Pocket - desde 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Linezzer Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo