ULTIMAS POSTAGENS

LOBÃO - UM PERSONAGEM PROVOCADOR


Ir à sessão de autógrafos do livro “Guia Politicamente Incorreto dos Anos 80 pelo Rock” por Lobão, evento que aconteceu na Leitura do Shopping Estação em BH no dia 15 de agosto; mexeu com minha nostalgia. Eu que vivi aquela época, absorvi parte do que sou hoje por causa daqueles anos, então não sabia o que me esperava neste encontro.
Os anos 80 foram uma época de efervescência cultural, principalmente das bandas de rock nacionais e internacionais como Legião Urbana, Paralamas do Sucesso, Queen, U2, e claro Lobão. Época da abertura política, onde saíamos da ditadura militar, período em que tudo que representava liberdade de expressão era proibido e entrávamos no presidencialismo, com um processo de Diretas Já, conturbado, mas que representou uma maior liberdade de contestação.
Aí é que entra as bandas de rock, pois essas bandas compunham letras de contestação ao sistema político, social, cultural, incentivava a rebeldia dos jovens, mudou comportamentos da juventude.
João Luiz Woenderbag Filho, o Lobão surge neste contexto de rebeldia, tocando em bandas como Vímana de Lulu santos e Ritchie e a seguir com a banda Blitz de Evandro Mesquita e Fernanda Abreu na qual não concordava com os termos da banda e para não ficar de fora da primeira capa do disco tira a foto como baterista e no dia seguinte saí da banda, o que deixou os integrantes bastante irritados e eles simplesmente rabiscaram a foto dele na capa do disco.
Lobão não se abateu e com a capa do disco debaixo do braço foi à procura de gravadoras que aceitasse ele em carreira solo e conseguiu na primeira investida. Cantou e compôs sucessos com “Me Chama” famosa na voz de Marina Lima, “Vida Louca Vida” na voz de seu inseparável amigo Cazuza, “Vida Bandida”, “Radio Blá”.
A carreira musical de Lobão foi muito conturbada, brigas, confusões, prisões, processos. No Rock in Rio II de 1991 foi vaiado já na segunda música, xingou o público , saiu do palco e foi embora.

Lobão sempre foi muti-artista: compositor, cantor, multi-instrumentista, editor de revista, escritor, apresentador de televisão, tocou com a escola de samba Mangueira.
Sempre coerente com seus pensamentos a revista que criou, chamada “Outracoisa” lançava bandas e cantores que não tinham muito espaço na mídia.
No começo dos anos 2000 comprou briga com emissoras de rádio e TV por cobrarem jabá, isto é, cobravam cachê para tocar as músicas na programação.
Depois enfrentou as gravadoras de discos, pois achava injusto as gravadoras ficarem com maior parte dos lucros das vendas e dos shows, já que os artistas eram eles. Então resolveu montar sua própria produtora, gravar e vender seus CDs em bancas de revistas, praças públicas e lojas de departamentos, com relativo sucesso.


Lobão provoca amores e ódio por onde passa , suas declarações chocam, discutiu e ofendeu policiais e juízes, fez caretas, saiu na porrada com a polícia, foi preso várias vezes por porte de maconha e cocaína, condenado enfrentou o tribunal. Uma declaração sua sobre estupro, causou uma manifestação chamado vomitaço entre as mulheres e indignação geral. Criticou Gilberto Gil, Chico Buarque e outros artistas causando discussões desconfortos no meio artístico.
Foi assim durante toda sua vida, foi rotulado de bandido, maconheiro, maluco, sua autobiografia publicada em 2011 “Lobão 50 Anos a Mil” passa sua vida a limpo, desde a infância com nefrose, passa pela convivência conturbada com o pai que anos mais tarde comete suicídio, problemas com uma mãe bipolar, seus relacionamentos amorosos, com os amigos e parceiros culturais, os bastidores das gravações e shows, suas prisões, seus sucessos, seus prêmios como o criticado Grammy de melhor disco de rock em 2007 pelo “Acústico MTV”, assim é Lobão que sobrevive e se reinventa a cada momento.

O livro "Guia Politicamente Incorreto dos Anos 80 pelo Rock" que faz parte da coleção "POLITICAMENTE INCORRETO" publicado pela Leya, que já causou bastante discussão com seus guias anteriores. As ilustrações da capa são feitas por LAMBUJA

Na sessão de autógrafos de lançamento do livro "Guia Politicamente Incorreto dos Anos 80 pelo Rock" que faz parte da coleção "POLITICAMENTE INCORRETO" pude estar perto e cumprimentar-lo.Estava sereno e tranqüilo, cumprimentou a todos com um aperto de mão, fez gestos tradicionais do rock para todos, tirou fotos e assinou todos os livros. Lobão e assim, gera paixões, ódio e ele vai seguindo seu caminho, esperando a sua próxima presa como um lobo, a espreita, ao sabor do vento e do tempo. Ame ou odeie, não importa, só não dá para ignora- lo.



Se você gostou mas ainda não conhece Lobão fica ai um pouquinho da sua historia:

João Luiz Woenderbag Filho nasceu no Rio de Janeiro em 11 de outubro de 1957

·         DISCOGRAFIA:

·         1982 “Cena de Cinema”
·         1984 “Ronaldo foi pra Guerra”
·         1986 “O Rock Errou”
·         1987 “Vida Bandida”
·         1988 “Cuidado”
·         1989 “Sob o Sol de Parador”
·         1990 “Vivo”
·         1991 “O Inferno é Fogo”
·         1995 “Nostalgia da Modernidade”
·         1998 “Noite”
·         1999 “A Vida é Doce”
·         2001 “Uma Odisséia no Universo Paralelo”
·         2005 “Canções Dentro da Noite Escura”
·         2007 “Acústico MTV - Lobão”
·         E há alguns singles com 01 até 09 faixas, são produções que não há disco próprio.

·         BIBLIOGRAFIA
:
·         2003 “Revista Outracoisa”
·         2010 “50 mil Anos a Mil” com Cláudio Tognolli e em parceria com a Sony Music lança 03 CDs e DVD do “Acústico MTV” que compila sucessos da carreira. ED. Nova Fronteira
·         2013 “Lobão Manifesto do Nada na Terra do Nunca” ED. Nova Fronteira
·         2015 “Em Busca do Rigor e da Misericórdia: Reflexões de um Ermitão Urbano” ED. Record
·         2017 “Guia Politicamente Incorreto dos anos 80 pelo Rock” ED.Leya
·         Escreveu artigos para varias revistas e jornais.

·         TELEVISÃO:
·         A Partir de 2005 começa a trabalhar com no programa “Saca Rolha” na Playtv com Marcelo Tas e a modelo Mariana Weickert
·         De junho de 2007 a dezembro 2010 como apresentador da MTV. Apresentou o MTV Debate, Código MTV, Lobotomia e Lobão ao Mar.
·         Foi jurado do programa Astros do SBT
·         A Liga na TV Bandeirantes


·   Até a proxima...



Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Cultura Pocket - desde 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Linezzer Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo