ULTIMAS POSTAGENS

Uma Conjuração de Luz - V. E. Schwab

"Mas a magia não era a mesma coisa que ter cabelos pretos, olhos castanhos ou nascer na alta sociedade. Não seguia as regras de hereditariedade, não era passada de pai para filho. Ela escolhia o próprio curso."
Hey Pockets!!

Hoje venho falar sobre o encerramento da trilogia tons de magia, uma história que achei fantástica, com personagens bem descritos e personalidades definidas, que nos conquista e ao mesmo tempo queremos bater por certas atitudes, mas por ser atitudes tão reais como as nossas aceitamos e só desejamos que tudo de certo. 
A autora Schwab é sensacional na escrita, pois nos prende em 728 páginas, e ainda deixa um vontade de ler mais, de ter mais da história e seus personagens. 


A história inicia bem de onde parou o segundo livro "Um encontro de sombras", e vamos acompanhar a correria de Lila para encontrar e salvar Kell e ao mesmo tempo Rhy o futuro rei da Londres vermelha. 
No final do segundo Kell acaba caindo em uma armadilha e descobre que o outro antari Holland ainda está vivo e pior deixou seu corpo ser receptáculo de Osaron que se denomina Deus. Holland faz um acordo com Osaron,  lhe oferecer um outro corpo forte que o suporte, em troca de ficar com sua vida e sua cidade, que deseja restaurar ao tempo da glória da magia,  porém ele não esperava que mesmo preso, acorrentado e subjugado Kell não permitiria a entrada de Osaron em seu corpo e o tornando seu para fazer o que desejar. 

Osaron com raiva da rejeição de Kell toma o corpo de Holland, e vai para a Londres vermelha, cidade de Kell e vai fazer de tudo para torna-lá sua, ele domina várias pessoas, utilizando do seu poder e os que o recusam ele os mata. 
Enquanto isso, Lila chega a Londres Branca e faz de tudo para salvar Kell a tempo, e quando o encontrar fraco usa de seu novo poder para salva-lo, juntos os dois retornam a Londres vermelha para avisar do mal eminente e proteger todos.

"A vida não é feita de escolhas— falou Holland.— É feita de acordos."
Kell vai lutar contra sua culpa por quase ter deixado Rhy morrer, e fazer o que for possível para salvar sua cidade e seu povo. Além disso, terá que lutar contra seus medos e suas atitudes que sempre são julgadas. Kell é determinado, curioso, aventureiro e leal acima de tudo, ele tem um senso de dever que o prende ao reino, mesmo tendo sonhos de conhecer o mundo, mas que deixa de lado para ajudar Rhy, que é seu irmão, mesmo não sendo de sangue, pois o que os uni é muito maior.
Rhy vai lutar o tempo todo por sua vida, e terá que descobrir se é real ou apenas uma peça dentro da guerra que está acontecendo, além de ter que assumir responsabilidades que sempre fugiu. Rhy é aventureiro, divertido, festeiro, leal a Kell, mas esconde bem seus verdadeiros sentimos, pois sentiu-se traído por Alucard. 

Alucard Emery é o desacreditado capitão do spire que retornou para o torneio e também rever seu grande amor Rhy, porém não é bem recebido, pois Rhy não confia nele. Mas Alucard vai fazer o possível para mostrar que quer estar e merece o amor de Rhy. A história de Alucard, é bem interessante, pois ele sofreu um ataque da própria família por não aceitarem sua opção sexual, e o acharem indigno de carregar o sobrenome da família. No mar Alucard de torna forte e sua magia fica cada dia mais intensa e com ela vai se aventurar junto a kell, Holland e Lila para salvar sua cidade e a vida de seu amor.
Lila Bard é minha personagem favorita, ela é uma ladra, porém determinada e está o tempo todo lutando por sua vida e arrumando confusão, porém sua determinação, força e  garra por se torna melhor, a torna excepcional, pois não baixa a cabeça a ninguém e está sempre pronta para a luta. Lila descobre que também é uma antari e junto a Kell e Holland os outros dois últimos antari do mundo vão fazer de tudo para derrotar Osaron, até mesmo juntar seus poderes. 

"Você realmente acredita que ele é um deus? Holland revirou os olhos.— O que alguém é não importa. Apenas o que esse alguém acredita ser."
Uma história repleta de aventura e brigas por poder a todo momento que prende o leitor por sua fluidez, além de ter personagens encantadores e um enredo de tirar o fôlego, pois você está a todo momento dentro de uma jogada de estratégia, brigas e luta para ficar vivo, além de descobrir um mundo de magia, onde quem não a tem, a deseja e quem a tem quer mais, pois a magia é algo belo, forte e explosivo. Que além do mal de Osaran, terão que enfrentar a traição de outras reinos.

Um enredo excelente, com diálogos bem elaborados onde vamos ficar vidrados na briga de Kell, Lila e Holland para descobrir qual do antari é mais forte e porque juntos eles são mais fortes. Holland mesmo com todas as merdas que fez, conseguimos entender seu rancor, pois desde pequeno teve apenas dor e sofrimento.  É incrível que uma história de fantasia traga tantos temas importantes a ser refletido, mas é isso que a autora Schwab nos apresenta, temas como família, homossexualidade, traição, poder, estratégia, ganância, amizade, confiança, amor e busca da essência de ser você mesmo. Ela nos faz pensar em nossos próprios sonhos.

QUOTES
"Não escolhemos o que somos, mas escolhemos o que fazemos."

"Você me disse uma vez— falou Kell— que ou você era o mestre ou o escravo da magia. Então, qual dos dois é agora?"

"Porque gostar era um sentimento com garras. Ele as fincava e não largava mais. Gostar doía mais que uma facada na perna, mais que algumas costelas quebradas, mais que qualquer coisa que sangrasse ou se quebrasse e se curasse depois. Gostar não era uma ferida da qual alguém se recupera. Era um osso que não se emenda, um corte que nunca se fecha."


Uma trilogia maravilhosa sobre magia, descobertas e poder. Recomendo para quem ama se aventurar e ser dono das suas escolhas.

Abraços!!!





Um comentário:

  1. Nossa como eu fiquei com vontade de ler este livro depois de ler tua resenha. Ficou muito empolgante.

    ResponderExcluir

© Cultura Pocket - desde 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Linezzer Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo