ULTIMAS POSTAGENS

O MUNDO DE SOFIA

Oi Pockets!
Tudo bem com vocês?
Hoje quero falar sobre O Mundo de Sofia. O livro foi editado pela primeira vez em 1991, é uma obra  que encanta todos os tipos de leitores. A mistura dos gêneros é o que o torna mais atraente, um guia perfeito para quem quer adentrar no mundo da filosofia.


Livro: O MUNDO DE SOFIA
Título original: SOFIES VERDEN (SOPHIE'S WORLD)
Autor: Jostein Gaardner
Tradução: Leonardo Pinto Silva
Ano: 2012
Editora: Seguinte
Páginas: 568
Minha avaliação: 4/5 estrelas
Sinopse: "Às vésperas de seu aniversário de quinze anos, Sofia Amundsen começa a receber bilhetes e cartões-postais bastante estranhos. Os bilhetes são anônimos e perguntam a Sofia quem é ela e de onde vem o mundo. Os postais são enviados do Líbano, por um major desconhecido, para certa Hilde Møller Knag, garota a quem Sofia também não conhece.
O mistério dos bilhetes e dos postais é o ponto de partida deste romance fascinante, que vem conquistando milhões de leitores em todos os países e já vendeu mais de 1 milhão de exemplares só no Brasil. De capítulo em capítulo, de "lição" em "lição", o leitor é convidado a percorrer toda a história da filosofia ocidental, ao mesmo tempo que se vê envolvido por um thriller que toma um rumo surpreendente."


Sofia Amundsen, uma das personagens se depara com pensadores desde a antiguidade até os mais atuais, cabe citar: Aristóteles, Charles Darwin, Descartes, Kant e até Santo Agostinho.

Nossa garota de apenas 14 anos começa a receber cartas anônimas  às vésperas do seu aniversário de 15. As cartas possuem questionamentos filosóficos, que as leva a refletir sobre sua origem e outras tantas questões existentes no mundo, tais como: “quem é você?”, de onde viemos? ”e “de onde vem o mundo?”. 

O pai de Sofia é capitão em um navio e passa muito tempo fora de casa, vive com a mãe Helene Amundsen, possui vários animais que reconhecemos de outras obras: Sherekan, um gato, Smitt e Smule, dois periquitos, Govinda, uma tartaruga, e Gulltop, Svartepetter e Rødhette (expressão norueguesa para “Chapeuzinho Vermelho”), três peixinhos.


Além das cartas dirigidas a ela que seguem acompanhadas de material didático, recebe também outras endereçadas a "Hilde Møller Knag", são enviadas do Líbano, ela não faz a minima ideia de quem seja a outra pessoa, e o mais curioso é que estas correspondências  tem relação com a própria  Sofia, que confusão...

Sofia precisa de um local para se recolher para poder entender o conteúdo recebido, escolhe um esconderijo no jardim de sua casa, era um mundo à parte, “O Mundo de Sofia”.   

Mantém segredo até da sua própria mãe, nem mesmo Jorunn, sua melhor amiga toma conhecimento disto, o livro se “adensa” sem perder o propósito, e Sofia segue tendo aulas superinteressantes através das cartas, até descobrir quem está por trás delas.

E nesta perspectiva Gaardner faz aparecer na mesma realidade que Sofia personagens como o Capuchinho Vermelho, Aladino ou o João Ratão, todas criadas um dia por alguém que lhes era superior e que lhes restringia a existência a uma simples história infantil. Depois de criadas, todas  são obrigadas a viver num plano de existência paralelo. O mesmo acontece a Sofia e os outros personagens desta aventura na filosofia.



CITAÇÕES: 


“O fato de o mar estar calmo na superfície, não significa que algo não esteja acontecendo nas profundezas.”
.
“Um filósofo é, portanto, alguém que reconhece que há muitas coisas que não entende. E isso aflige-o. Deste ponto de vista, é porém mais sábio que todos os que se gabam do seu pretenso saber.”
.
 “Tudo depende do tipo de lente que você utiliza para ver as coisas”.
.
‘Superstição’…que palavra estranha esta! Se a gente acredita no bom Deus, isto se chama ‘ter fé.’ Mas se a gente acredita em astrologia ou na sexta-feira 13, o nome muda para ‘superstição!

Beijos,


Um comentário:

  1. Quando eu li este livro lembro de ficar super apaixonada por Filosofia. Eu acho que este liro em uma forma incrível de apresentar a filosofia aos jovens, fora a quebra de quarta parede.

    ResponderExcluir

© Cultura Pocket - desde 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Linezzer Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo