ULTIMAS POSTAGENS

O AMOR NOS TEMPOS DO OURO - HORA DO CHÁ


Oi pockets!!

Hoje eu resolvi que vamos dar uma mudada e, que tal no lugar de chá nos tomarmos um café em terras mineiras. Nossa história se passa no ano de 1734 a busca por minerais preciosos era intensa.

Já tenho este livro a um bom tempo, ele por sinal foi autografado pela autora que é uma mineira muito simpática. Estou falando do livro "O amor nos tempos do ouro - Marina Carvalho".


Título: O amor nos tempos do ouro
Autora: Marina Carvalho
Editora: GloboAlt
Ano: 2016
Nº de páginas: 328
Classificação: 5

Sinopse: "Sabes que nunca me apaixonei, maman, mas se porventura o tivesse feito, seria por alguém como ele?" Cécile Lavigne perdeu todos os que amava e agora está sozinha no mundo. Ela, uma franco-portuguesa que ainda não completou vinte anos, está sendo trazida ao Brasil pelo único parente que lhe restou, o ambicioso tio Euzébio, para casar-se com o mais poderoso dono de terras de Minas Gerais, homem por quem Cécile sente profundo desprezo. Após desembarcar no Rio de Janeiro, Cécile ainda precisará fazer mais uma difícil viagem. O trajeto até Minas Gerais lhe reserva provações e surpresas que ela jamais imaginaria. O explorador Fernão, contratado por seu futuro marido para guiá-la na jornada, despertará nela sentimentos contraditórios de repulsa e de desejo. Antes de enfim consolidar o temido casamento, Cécile descobrirá todos os encantos e perigos que existem nessa nova terra, assim como os que habitam o coração de todos nós. Com o passar dos dias, crescerá dentro dela a coragem para confrontar todas as imposições da sociedade e também o seu próprio destino. (Skoob)






Resenha: A primeira coisa que me chamou a atenção foi uma observação feita logo no início, nas "notas da autora", sobre como conhecemos pouco sobre a História do Brasil e este comentário acaba por se mostrar verdadeiro a medida em que vamos entrando pela história de Cécile e do explorador Fernão. Cécile nos é apresentada em um momento de tragédia, ela acaba de perder toda a família, (pai, mãe e dois irmãos) o tio Elzébio por parte de mãe resolve que Cécile deve se casar com um rico fazendeiro e explorador de minas de ouro.

Apesar de seu grande desespero e aparência frágil ela é muito forte e determinada, Cécile foi criada em um ambiente de muita liberdade e não consegue compreender e principalmente, aceitar a forma como são tratados negros e índios nas colonias.

O explorador Fernão é contratado pelo fazendeiro Euclides de Andrade para escoltar sua noiva do Rio de Janeiro até sua fazenda em Minas Gerais.

Num primeiro momento Cécile e Fernão se estranham ela o acha grosseiro e ele a vê frágil e afetada, mas o caminho que os levará até as Minas Gerais mostrará o quanto ambos estão enganados a respeito um do outro. 

Gostei muito de como a personagem Cécile é uma mulher delicada e ao mesmo tempo forte, ela sabe diferenciar o certo do errado é espontânea, linda e delicada.
Fernão por outro lado ficou órfão muito cedo, teve de aprender a se virar, fez muitas coisas das quais não se orgulha mas este será seu último trabalho, depois disso irá para suas terras.
No caminho para as Minas começa a nascer um sentimento entre eles e quanto mais próximos estão do destino de Cécile, mais Fernão se dá conta que o destino que a aguarda na fazenda não a fará feliz. Apesar de ela implorar para que ele não a entregue, Fernão tem uma divida de uma vida que o impede de atender os pedidos de Cécile.
Algumas confusões e revoltas depois ele decide raptar Cécile para impedir que ela se case com Euclides. 
Conhecer um pouco mais sobre a nossa história dentro de um romance foi muito diferente, a autora conta uma linda e emocionante história de amor regada com muitas aventuras. Mas também é uma história de dor e sofrimento onde conhecemos as dura realidade dos negros escravos...

"...Percebo que nem os grilhões e correntes, grades e açoites são suficientes para calar a voz e a necessidade de liberdade daquela gente. São fortes, dentro de suas possibilidades."

 no Brasil, assim como dos índios. 

"...foi encaminhada até o escritório de Anhanguera por uma índia claramente domesticada (...) Teve pena da menina. Ela não parecia feliz."

A história me encantou pois mostra como a mulher pode ser forte sem perder sua delicadeza. Não vejo a hora de conhecer a história de Malika, uma ex-escrava, e de Henrique, filho do ranço Euclides de Andrade. Apesar de ter minhas dúvidas sobre sua redenção. Para fechar vou deixar este quote que eu amei.

"Quando os inimigos interiores são combatidos, os inimigos de fora nada podem contra ti."

Espero que tenha curtido esta nossa hora do chá hoje com um café para nos acompanhar. Nos vemos na próxima.
Vou deixar aqui o link para o caso de você se interessar em adquirir.


Beijos...



5 comentários:

  1. Olá Ju,
    Amei sua resenha, faz um tempinho que quero ler esse livro, mas não tive oportunidade, minha lista está complicada. Mas pretendo ler, ainda mais por ser nacional. Gostei da ideia do café, meu preferido. rsrs
    Abraços

    ResponderExcluir
  2. Amo personagens mulheres que são fortes sem perder a delicadeza. Deve ser interessante mesmo um romance junto com um pouco da história do Brasil. Se eu tiver a oportunidade irei ler.

    ResponderExcluir
  3. Oi, Jussara. Não conhecia a escritora e muito menos essa obra. Pela sinopse e pela tua resenha, parece, de fato, ser um livro surpreendente. Sim,conhecemos muito pouco da nossa história e adoro quando os livros nacionais valorizam isso.
    Parabéns pela resenha.
    Abraços!

    ResponderExcluir
  4. As escritas nacionais são minhas preferências, ainda mais tratando-se da história de mulher fortes. Ainda não conhecia a autora e nem o título , mais já quero .

    ResponderExcluir
  5. Oi, Ju!
    Que vontade de ler o livro.
    Cécile parece ser aquele tipo de personagem que nos apaixonamos.
    Pra mim eu tinha lido esse livro, mas pela sua resenha, não foi esse da Marina que li. Fui olhar os livros dela e foi Simplesmente Ana que li kkk

    ResponderExcluir

© Cultura Pocket - desde 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Linezzer Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo