ULTIMAS POSTAGENS

AMOR AMARGO - JENNIFER BROWN

Olá Pocktes!!

Tudo bem com vocês? Espero que sim. Esse ano voltei a participar dos desafios mensais, já conclui as três metas, e vim falar um pouco sobre um dos livros ótimos que li, que foi Amor Amargo da Jennifer Brown, autora do  Livro a Lista Negra.

O livro Amor Amargo amor, escolhi como Um livro que você escolheu pela capa do desafio que realizamos todos os anos. Caso você tenha interesse em participar  é só baixar a planilha e conferir nossos desafios e não esquecer de utilizar a #DESAFIOLITERARIOCP2019 para nós curtimos.

Título: Amor Amargo
Autora: Jennifer Brown
Editora: Gutenberg
Ano: 2015
Nº Páginas: 256
Classificação: 4 


SINOPSE: Último ano do colégio: a formatura da estudiosa Alex se aproxima, assim como a promessa feita com seus dois melhores amigos, Bethany e Zach, de viajarem até o Colorado, local para onde sua mãe estava indo quando morreu em um acidente. O Dia da Viagem se torna cada vez mais próximo, e tudo corre conforme o planejado. Até Cole aparecer. Encantador, divertido, sensível, um astro dos esportes. Alex parece não acreditar que o garoto está ali, querendo se aproximar dela. Quando os dois iniciam um relacionamento, tudo parece caminhar às mil maravilhas, até que ela começa a conhecê-lo de verdade… Em um retrato realista de um relacionamento conturbado, a autora Jennifer Brown – do sucesso A Lista Negra – nos leva até o limite de nossos sentimentos.


RESENHA:

Alexandra Bradford (Alex) é uma adolescente normal de 17 anos, que está fazendo o último ano da ensino médio, é tutora de inglês e escreve poemas, além de trabalhar para conseguir realizar a viagem dos seus sonhos com seus dois melhores amigos Bethany e Zach.
Alex tem duas irmãs, a mais velha faz universidade, e a mais nova Célia, que mora com ela e o pai, porém Alex vive em constante reflexão, pois acredita que a mãe não a amava, por isso queria ir embora para o Colorado, onde acabou sofrendo um acidente e morrendo, o que deixou Alex ainda mais sentida. O Pai não falava nada, as irmãs superam, mas ela ainda tinha muito dor guardada.
Alex parece está vivendo as maravilhas com seus amigos e o planejamento da viagem, até que as coisas começa a mudar com a chegada de Cole, o novo aluno e tutelado de Alex.

“Era espantoso se dar conta de que era possível se acostumar a qualquer tipo de vida”
Alex se encanta com Cole, ele é bonito, simpático e popular, e dar super atenção a ela, além de mostrar interesse por seus poemas e a viagem, e tudo isso em falar o quanto ele é romântico, de dar presentes, lembrar datas e ficar horas esperando ela sair do trabalho. 
Mas as coisas começa a mudar, pois Cole não gosta da amizade de Alex com Zach, pois acredita que Zach é apaixonado por Alex, e quer roubar dele, assim como também não gosta de Bethany porque toma muito o tempo de Alex. 
Alex acaba de afastando dos amigos, por acreditar e não querer perder Cole, pois esta apaixonada. Mas no primeiro acesso de raiva, Cole a machuca fisicamente e a chama de nomes horríveis, mas ele perde perdão e ela acredita que foi só um pequeno incidente.
“E assim, sem mais nem menos, me dei conta de que, querendo ou não, o que tinha acontecido no dia anterior já tinha começado a me definir; eu estava inventando pretextos para justificar o que ele tinha feito comigo.”
Alex ainda tenta unir Zach, Bethany e Cole, mas a tentativa sai errado, e mais uma vez ela acaba perdendo os amigos e mais uma vez sofrendo abusos físicos e psicológicos, mas ela acredita que já deixou tanta coisas por Cole, que não vale a pena desistir dele, e ela o ama, e acredita que sejam alma gêmea. 
Alex começa a ficar receosa de falar ou fazer algo que chateie Cole, ela não vai mais as reuniões com os amigos sobre a viagem, e não deixa mais nem ser abraçada por Zach, pois Cole não gosta. Todas as vezes, Cole perde perdão, deixa flores e bilhetes para Alex, além de prometer que será a última vez, e que ele esta tentando mudar por ela, até dizer que esta fazendo acompanhamento com psicologo, para ser uma pessoa melhor. 
Mas mesmo que ela não faça essas coisas, começa a perceber que Cole não vai mudar, e mesmo que ela o ame, ele não mudará. 

“Eu amava Cole, mas, às vezes, amá-lo era como andar de montanha-russa sem conseguir recuperar o fôlego entre as curvas e quedas. ”
Alex não sabe mais o que fazer, tem vergonha de contar para os amigos. E até acredita que merece o que está passando. Ao conhecer a família de Cole, ela percebe o quanto o pai é machista e a mãe submissa, além de apresentar vestígios de abusos, então o costume vem de casa, de como o próprio pai trata a mãe, ele aprendeu que as mulheres devem ser tratas assim, e que jamais devam falar o que eles devem fazer, o achar o que devem fazer. 
Alex sofre, não quer acabar com Cole, mas descobre que ela não é a primeira a sofrer os mau tratos dele, e se não fizer nada, ela ainda pode sofrer muito mais. Ela cria coragem e conta para a chefe, que a considera como uma filha, e depois esta decidida a larga-lo, mas qual a surpresa dela ao ver Cole a esperando fora do trabalho, e com uma fúria descontrolada, porque vi Alex conversando com Maria, sua ex. 
Cole bate em Alex, ao ponto de Alex desistir de viver, mas por sorte sua chefe sai, e consegue faze-lo parar. Alex sobrevive, mas com cicatrizes que vai demorar a cicatrizar.
"Olhei para a outra poltrona e quase dei um pulo. Eu tinha pensado que não havia ninguém, mas, ali, parecendo uma bolinha de tão encolhida, estava uma mulher magra como um palito e com imensos olhos vazios. Tinha a cabeça deitada em um dos braços da poltrona, as pernas encolhidas sobre o assento, os braços apertados em volta das canelas. Ela parecia uma criancinha com medo de uma tempestade. Olhando para nós dois, ela piscou devagar, mas não disse uma palavra."
Essa é uma história intensa, que fala sobre relacionamentos abusivos, de perda familiar, e não só dos que morreram, fala sobre uma amizade que vem desde a infância, mas acima de tudo fala sobre superação, e mostra que é difícil, e muito sair de relacionamentos assim, mas que tem uma saída. Que você deve buscar ajuda, e não se sentir envergonhada, por que  não é sua culpa o que o outro faz.
Esse livro é um prova de resistência e superação, que aquece seu coração mesmo com todo o drama. A amizade dos três personagens é encantar qualquer um. Super indico esse livro, a autora Jennifer Brown, mas uma vez construiu uma história tensa, mas de forma tão simples, mas bem fechada que prende o leitor do inicio ao fim. 


Beijos até a próxima...






13 comentários:

  1. “Era espantoso se dar conta de que era possível se acostumar a qualquer tipo de vida” eu acho que não nos temos de acostumar a nada, tens que ter sonhos e não é porque nascemos num meio social que não os podemos realizar mas sim temos que lutar ainda com mais força, somos todos diferentes não temos de mudar nada em nos a outra pessoa vai gostar de nos tal e qual nos somos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também concordo, mas é difícil quando somos nós que vivenciamos o abuso. Eu passava o tempo todo dizendo que ela deveria largar ele, mas no final entendi o quanto é difícil, ainda mais quando você ama a pessoa.

      Excluir
  2. oi!
    È um livro interessante que trata de um assunto bem atual, gostei da dica.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa autora escrever temas atuais de maneira surpreendente, que nos prende e mostra a realidade de uma forma que nos trás vários sentimentos.

      Excluir
  3. Eu já tinha ouvido falar deste livro e do quão impactante ele é. Eu não o coloquei em minha lista justamente pelo tema que aborda, eu tô numa vibe de ler coisas menos intensas, mais leves, embora a capa deste tenha me atraido muito.
    menina, esse ano eu não tô me inscrevendo em desafios de leitura, por que tô cheia de trampo, me programei pra ler no carnaval, mas adivinha só? Passei o dia hoje trabalhando, rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente esse livro tem que está preparado, porque ele gera vários sentimentos contraditórios,e não é tão amorzinho. Rsrs

      Excluir
  4. Olá tudo bem??
    Me parece ser uma ótima leitura com este contraste e amor amargo....Deve ser muito interessante le-lo na íntegra.
    www.robsondemorais.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Ainda não conheço a escrita da autora, mas através da sua resenha, fiquei curiosa. Não costumo escolher um livro pela capa, porém você fez uma boa escolha, que bacana! Muito legal esse desafio!!

    ResponderExcluir
  6. Oi Suellen,

    Desde a primeira vez que tinha visto sobre esse livro queria muito ler e isto só aumenta. Li recentemente um livro da autora que estava com muita expectativa, "Mil Palavras", mas infelizmente não foi uma leitura maravilhosa como esperava, então me decepcionei. Mas, ainda quero ler outras obras da autora e esta me interessa bastante pelo tema de relacionamento abusivo abordado. Gostei de conhecer sua opinião!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Por ter um certo amor diferente, escolho o livro pela capa e que capa linda a desse livro, me apaixonei, parabéns pelo post

    ResponderExcluir
  8. Ainda não li esse livro, mas a resenha me deixou bastante curiosa.

    ResponderExcluir
  9. O livro parece bom.. e o tema é super atual!

    ResponderExcluir

© Cultura Pocket - desde 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Linezzer Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo