ULTIMAS POSTAGENS

RESENHA LIVRO VIAJANTE - MEMORIAS DE UMA GUEIXA


Hoje teremos mais uma resenha de viajante, desta vez o livro viajante é o "Memórias de uma Gueixa" e a viagem foi organizada pela nossa amiga Leila que escreve aqui no Blog, e começou em Julho de 2017.
Depois de passar por mim ele ainda fará mais uma parada antes de voltar para casa.
Então bora conhecer esta história?


Título: Memórias de uma Gueixa
Autora: Arthus Golden
Editora: Imago
Ano: 2006
Nº Páginas: 460
Classificação: 

Sinopse: Memórias de uma Gueixa" é um romance fascinante, para ser lido de várias maneiras: como um mergulho na tradicional cultura japonesa, ou um romance sobre a sexualidade, e ainda, como uma descrição minuciosa da alma de uma mulher já apresentada por um homem. 
Seu relato tem início numa vila pobre de pescadores, em 1929, onde a menina de nove anos é tirada de casa e vendida como escrava. Pouco a pouco, vamos acompanhar sua transformação pelas artes da dança e da música, do vestuário e da maquilagem; e a educação para detalhes como a maneira de servir saquê revelando apenas um ponto do lado interno do pulso - armas e mais armas para as batalhas pela atenção dos homens. Mas a Segunda Guerra Mundial força o fechamento das casas de gueixas e Sayuri vê-se forçada a se reinventar em outros termos, em outras paisagens. (Skoob)

Resenha: Quando eu topei participar deste livro viajante confesso que a única coisa que sabia a respeito do livro era que tinha sido produzido um filme dele. Porém como eu não gosto de ler o livro depois de ver o filme acabei me segurando e não vendo o filme para ter uma experiência única. 
Comecei ler a história de forma despretensiosa. Sayuri não me dizia nada, era apenas a segunda filha do segundo casamento de um japonês/pescador já velho e cansado. 

"Já não era mais ou seu rosto, mas parecia muito antes uma árvores com ninho de pássaros em todos os ramos."

A história começa a mudar quando sua mãe fica doente e o pai já muito velho e pobre, concorda em deixa-las sobre os cuidados de uma rico empresário da cidade. Sayuri é uma menina sonhadora que inicialmente acredita que será adotada por uma família rica que irá mudar sua vida. 

"Mordi os lábios e parei de chorar tão depressa que acho que as próprias lágrimas teriam voltado atrás se escorressem pelas minhas faces."

Porém o que parecia um sonho torna-se um pesadelo quando Sayuri e sua irmã são levadas para Kyoto, ela é entregue para ser treinada e se tornar uma gueixa enquanto sua irmã, que é considerada sem a beleza necessária, terá outro destino longe dela. 

Nenhum texto alternativo automático disponível.
Muito jovem e com uma beleza singular Sayuri terá de enfrentar muitas adversidades para se tornar uma Gueixa e encontrar seu lugar no mundo.

"Temos de usar todos os métodos possíveis para entender o movimento do universo ao nosso redor e marcar nossas ações de modo a não lutarmos contra as correntes, mas movendo-nos com elas."



A historia é toda contada da perspectiva de Sayuri por isso mesmo, muitos acontecimentos que nos são apresentados fazem com que por muitas vezes pensemos como ela e acabamos envolvidos em seus dramas e sofrimentos. 

"Um vida errada não poderia transformar a gente em uma pessoa ma?"

A riqueza de detalhes sobre a rotina de uma gueixa e todo seu universo me deixou muito impressionada, achei incrível o trabalho de pesquisa realizado pelo autor, pois em um dado momento quando é relatado o momento da segunda guerra podemos perceber que ele realmente buscou relatar os sentimentos e aflições daquela sociedade. 

"Levamos nossas vidas como como a água correndo uma colina abaixo, mais ou menos numa direção, até batermos batermos em algo que nos força a encontrar um novo rumo."

Sem deixar que a gente perca de vista e se envolva com a historia da protagonista. 

"Saí cambaleando para o pátio para fugir da minha dor, mas naturalmente não se consegue fugir do sofrimento interno."

Gosto muito desta proposta de livro viajante da qual participo desde 2015, por me tirar da zona de conforto. Faz com que eu me aventure por historias e escritores que não estou naturalmente condicionada a ler, me dando a oportunidade de me deparar com livros e historias fantásticas como esta. 

"Uma mente perturbada pela dúvida não pode se concentrar no curso da vitória."



Como ainda teremos outros leitores deste viajante não vou contar muito sobre o livro para não dar spoiler e deixar que as próximas a ler  possam se surpreender com esta linda e emocionante historia.

"A adversidade é como um longo vento forte. Não quero apenas dizer que ela nos afastar de lugares aonde poderíamos ir, mas também arranca del nós tudo, menos as coisas que não podem ser arrancadas, de modos que depois nos vemos como realmente somos, e não apenas como gostaríamos de ser."

Achei que a melhor forma de te convencer a a colocar este livro  na sua TBR seria através dos seus quotes. Que é uma forma muito persuasiva de despertar o interesse da maioria dos leitores, mas se você ainda assim não ficar curioso pela história esta última frase talvez o faça ficar...

"Acho que ninguém pode falar da dor enquanto ainda sofre."

Beijos...
Até a próxima...




Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Cultura Pocket - desde 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Linezzer Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo