ULTIMAS POSTAGENS

RESENHA - TARTARUGAS ATÉ LÁ EMBAIXO

Oi gente!!! A nossa resenha de hoje esta prá la de especial. Ela foi feita por uma amigo literário do .
Jose Davi, ele mora no Ceará, é um poeta, e assim como nós adora ler. Primeiro vamos conhecer o livro que ele resenhou e depois sua opinião.

Titulo: Tartarugas até lá Embaixo
Autor: John Green
Editora: Intrinseca
Ano: 2017
Paginas: 256
Classificação: 5

Sinopse: Despois de seis anos, milhões de livros vendidos, dois filmes de sucesso e uma legião de fãs apaixonados ao redor do mundo, Jonh Green, autor do inesquecivel A culpa é das estrelas, lanla o mais pessoal de todos os seus romances: Tartarugas até lá Embaixo.
A história acompanha a jornada de Aza Holmes, uma menina de 16 anos que sai em busca de um bilionáriomisteriosamente desaparecido - quem encontrá-lo receberá uma polpuda recompensa em dinheiro - enquanto lida com o transtorno obsessivo-compulsivo (TOC).
Repleto de referências da vida do autor - entre elas a tão marcada paixão pela cultura pop e o TOC, transtorno mental que o afeta desde a infância - , Tartarugas até lá Embaixo tem tudo o que fez de John Green um dos mais queridos autores contemporâneos. Um livro incrivel, recheado de frases sublinháveis, que fala de amizades duradouras e reencontros inesperados, fan-fics de Star Wars e - por que não? - peculiares répteis neozelandeses. (Skoob) 

Resenha: Azel Holmes tem 16 anos e todas preocupações de um adolecente, ir bem na escola, ser uma boa filha, uma boa amiga e gostar de si mesmo. Mas e se a garota Azel não existir, se seu corpo for somente uma casa para bilhões de bactérias? Se seus pensamentos não forem comandados por ela própria?


“São apenas pensamentos. Eles não são você. Você pertence a si mesma, mesmo quando seus pensamentos não pertencem”

Tendo que lhe dar cotidianamente com pensamentos assim, gerado pelo transtorno obsessivo-compulsivo (TOC) e a ansiedade, a personagem principal entra em aspirais quando o distúrbio mental entre em cena.


“A questão da espiral é que, se a seguimos, ela nunca termina. Só vai afunilando, infinitamente”

Dividindo seu tempo entre verificar se o corte do seu dedo estar infeccionado e com sua amiga divertida e louca, Dayse que é apaixonada por Star Wars e escreve fanfics sobre a saga, as duas vivem a base de cupons na lanchonete local por pressão de sua amiga, as duas vão tentar se reaproximar do amigo de infância da Azel, o Daves, para buscar informações sobre o pai desaparecido e tentar faturar os cem mil dólares, mas ao chegar na casa do bilionário vários acontecimentos fazem com que haja a aproximação dos dois, mas não com o intuito inicial de ganhar informações. Azel vai descobrir como conviver com os pensamentos que não são totalmente seus, mas que fazem parte dela, vai perceber o valor da amizade, a importância de ajudar um amigo e de se deixar ser ajudada.


 “Qualquer um pode olhar para você, mas é muito raro encontrar quem veja o mesmo mundo que o seu”

Tartarugas até lá Embaixo é um livro sobre mim, nós, sobre a maneira que vemos a vida e o modo que compartilhamos com os outros. É sobre a perda, o medo, aceitação, as lembranças e as dificuldades de seguir em frente. Jonh Green compõe os personagens com um que de realidade, trazendo os sentimentos do dia-adia para a história, fazendo o leitor mergulhar a cada página em um espiral de emoções.
Image Map

Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Cultura Pocket - desde 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Linezzer Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo